domingo, fevereiro 18, 2007

Birras de sono...

Aos fins-de-semana, nunca quer dormir à tarde. Precisa da sesta como precisamos de água para sobreviver, mas ao fim-de-semana, resiste-lhe com todas as suas forças e enquanto resiste, as birras aparecem inevitavelmente. Hoje, depois de mil e uma pequenas asneiras, encontrou as velas de aniversário. Quis porque quis brincar com elas. - É para cantar os parabéns ao meu querido mãe! (o querido é o Gonçalo) Eu entendi que não, e ela respondeu-me com uma valente birra. Chorava, porque queria aquilo. Gritava, porque queria aquilo. Chorava e gritava, chorava e gritava. Deixei-a assim um bocado enquanto descascava as cenouras para a sopa do irmão, mesmo ali ao lado dela. O choro e os gritos que pediam cama. Cheguei-me ao pé dela e abracei-a. Dei-lhe o meu colo e o meu abraço e sentei-me no chão da cozinha com ela enrolada em mim. Não se ouviram mais gritos, nem choros. As lágrimas, que sequei com os meus lábios, não voltaram. Não se ouviram palavras. Ficámos quietas apenas, misturadas nos braços uma da outra. Ela adormeceu a sorrir e eu desejei que todas as birras se pudessem resolver assim.

16 comentários:

dia-a-dia disse...

;)

Mesmo que não se resolvam... queria ter sempre a serenidade que se impõe.

;)

Lúcia disse...

Era tão bom que fosse sempre assim:)

P disse...

birrinhas de sono... conheço-as tão bem!

Obrigado pelo "testamento" no meu blog!
Adorei e vou seguir os teus conhselhos...
Beijinhos!

Sara MM disse...

nunca vão esquecer! não duvido!

... a minha menina é isso todos os dias ao fim do dia... e de manhã e almoço adormece tão bem... que mistério!!

BJss

Tânia disse...

:-)

Sorrisos da minha Alma disse...

:-))) Descobriste e vais continuar a descobrir como contornar as birritas!

Beijo grande

HOPE disse...

Era bom que conseguissemos sempre ter essa calma para resolver a bem todas as birras dos nossos meninos...

HOPE disse...

Era bom que conseguissemos sempre ter essa calma para resolver a bem todas as birras dos nossos meninos...

Monica disse...

Que bom :)
A minha também há já algum tempo que não dorme a sesta em casa e o resultado são umas birras de vez em quando, tal e qual!
Beijocas

buggy disse...

que ternura... gostava tanto de conseguir manter assim a calma de todas as vezes...

Luna disse...

que belo, gostavas ter a tua calma, com as birras do Miguel,
beijocas e bom carnaval
Luna

Ana Rangel disse...

Era tão bom...

Mãe Frenética disse...

às vezes nem nos lembramos de como a ternura pode chegar.

sm disse...

Era mesmo bom :-)!!! Os meus esperneiam tanto no meio das birras que é impossível tentar agarrá-los, por mais que tentemos, mas por vezes a beca dá uma brecha e sabe muito melhor!!

:-)))
Sandra

Gi disse...

Bela maneira de terminar uma birra.

Kianart disse...

Um gesto simplesmente lindo...amor de mãe não tem limites e por vezes o instinto de mãe leva-nos a fazer coisas como estas...tudo bom para vós!
Adorei perder me por aqui ;)