sexta-feira, dezembro 30, 2005

Mais uma consulta...

e tudo está bem! O útero com um tamanhinho acima da média (o puto não é grande mas precisa de espaço, ora essa!), a tensão excelente, um coraçãozinho forte e sonante, e o peso da mãe... bem... esse é melhor nem comentar! A única coisa que vos digo é que fui eu que pedi ao médico para me pôr a dieta!!! (confesso, aumentei dez kilos desde o início da gravidez... aaaaiiiiii) O que importa, é que isto no geral não podia estar a correr melhor, por isso, espero que assim continue! Beijinhos Sandra

Fica aqui o meu balanço...

de uma vida! (Obrigada mana por esta surpresa feita com o coração. Amei!!!) PS: Desculpem não estar muito nítido, mas é por motivos de espaço de alojamento... não posso pôr maior :( PPS: Para quem usa Windows, e não consegue ver o vídeo, verifiquem se têm o Windows Media Player instalado (podem fazer o download aqui, e quem não tiver software autêntico (:p) pode ir buscar aqui a versão anterior).

quinta-feira, dezembro 29, 2005

Ano Novo, Vida Nova?!

É o que se costuma dizer. Especialmente se queremos animar alguém ou a nós próprios. Pomos todas as nossas esperanças no ano que começa, como se por magia, os problemas se evaporassem à meia-noite. Mas na verdade não há vida nova, há apenas um continuar da vida que temos, quanto muito pautada por novas resoluções. A passagem de ano nunca me disse nada de mais, simplesmente, porque esteve sempre incorporada na celebração do nascimento de alguém muito importante para mim. Tenho 30 anos e nunca passei uma passagem de ano fora da casa onde morava. Nos primeiros 25 anos nunca se convidou ninguém a aparecer e a minha casa, que não era nada grande, à meia-noite fervilhava de vida e alegria. A mesa era posta na consoada e só levantada no dia de Reis. Os dias 30 e 31 eram passados nas compras e na cozinha, com a minha mãe, a preparar tudo o que era preciso para a festa. A partir do meio da tarde, já começava a ser difícil andar lá por casa, sem bater em alguém. À meia-noite, a animação daquele bocado da avenida estava por nossa conta com fogo-de-artifício e muita gente, à janela e na rua, a bater tampas, tocar cornetas, etc. Os últimos cinco anos têm sido bem diferentes. Continuamos sem sair de casa. Continuamos sem praticamente fazer grandes combinações, os amigos vão telefonando a saber dos nossos planos. Mas aquela vida, aquela alegria desenfreada, aquela antecipação do dia, desapareceu. À meia-noite batem-se tampas, fazem-se brindes, trocam-se abraços e desejos, mas não é a mesma coisa. É mais um ano que acaba, outro que começa. Sucedem-se os anos, e a vida continua, a mesma, a nossa, a que sempre conhecemos. Aquela vida que nuns dias maldizemos e que noutros não trocávamos por nada. A mesma vida que esperamos não nos ser roubada cedo demais. Acho que é por isso que nunca fiz balanços do ano que finda, nem planos para o ano que começa. A vida tem de ser vivida tal como ela é, e as mudanças necessárias devem ser feitas na hora... não devemos esperar por amanhã, muito menos pelo final do ano. Pode parecer um texto pouco animado, em total desencontro com a época festiva que se vive, mas não o vejo assim. Vejo-o como um profundo amor pela vida que tenho, pela consciência que está a ser vivida em pleno, pela aceitação de que, embora não seja perfeita e já cheia de espaços vazios que não serão mais preenchidos, ela é a minha e a única que terei. O dia de amanhã está sempre recheado de surpresas, mas muitas delas são realmente boas! Fica aqui o meu desejo, para todos vocês, para o novo ano: Vivam! Vivam muito e aproveitem todos os momentos. Combatam a inércia do deixar tudo para depois. Combatam a preguiça de sairem para visitarem família e amigos, porque está frio, ou chuva, ou isto ou aquilo. Mimem-se a vocês próprios com palavras de alento quando tudo parece deixar de fazer sentido. Amem quem vos ama, e mostrem-no. Briguem quando tiver de ser, mas façam as pazes assim que possível. Acima de tudo, não ponham naquilo que não têm, a culpa da vossa má sorte. Se acharmos que só vamos ser felizes quando obtivermos algo, então já estamos a perder muito tempo precioso. O desejo daquilo que não temos deve ser usado apenas como um impulsor para uma vida melhor, e não, como justificação para outra coisa qualquer. Pode parecer daquelas coisas que se dizem por dizer, mas acreditem, que isto para mim é que tem sentido.

quarta-feira, dezembro 28, 2005

Exercícios para grávidas...

Este post vai ficar disponível no separador Sobre... Gravidez, e vai sendo aumentado consoante for encontrando mais sugestões. Deixo-vos então aqui alguns links com sugestões de exercícios para grávidas:
  1. Hospital de Santa Lúcia
  2. gravidezindependente.vilabol.uol.com.br
(por enquanto são apenas estes dois...) Se souberem de mais alguns, digam! Beijinhos Sandra

O Natal, o Circo e reacções... a minha versão

A minha filha tomou conta do cantinho e já contou a versão dela, mas é óbvio que tinha vir aqui dizer de minha justiça! Voltando um pouco atrás no tempo, para enquadrar melhor a coisa, a Joana anda a vibrar com a história do Natal desde o início de Novembro (acho eu...). As perguntas sucediam-se e o dvd do Noddy Natal não teve parança (o facto de ter ficado uma semana sem sair de casa, também não ajudou!). Os anúncios de brinquedos para os mais novos (sim, porque há com cada anúncio de brinquedos para os mais velhos... de salivar :p) eram avidamente absorvidos e sempre que gostava do que via lá dava o toque: A Joana gosta disto! Compra isto mamã! Quando não gostava: a Joana não gosta! Mas o Gonçalo gosta!, ou seja, quando não gostava, atribuia o prensente ao seu amiguinho! Depois foi a emoção de ver o Pai Natal ao vivo, o a séio! como ela diz. A emoção era tanta que nem conseguia falar! Disse-lhe tudo o que queria dizer, mas quando ele não estava ao pé dela, e depois de muita insistência do velhote, lá disse o que queria a um nível completamente não audível! Só se o Pai Natal soubesse ler os lábios é que se safava! Valeu a intervenção não divina, mas divinal ;), da mãe a servir de tradutora (ai a modéstia, a modéstia)! Depois foi a visualização de prendas em casa. Viu-me a embrulhar alguns presentes e eu expliquei-lhe que estava a ajudar o Pai Natal. Ela aceitou a explicação e também quis ajudar. Os poucos presentes que lhe deram para a mão como sendo para ela, não chegaram ao dia, pois não consegui evitar que ela abrisse, é pa mim, mamã! Foi A, B ou C que deu! Não foi o Pai Natal! E pronto, ficava sem argumentos. Afinal, só as prendas do Pai Natal é que se abrem no dia, não é?! Ajudou a fazer a árvore de Natal e assimilou que não é para andar a mexer. É claro, que a única bola que partiu foi da única vez que decidiu mexer na dita, logo a seguir a eu dizer a uma amiga que ela nunca lá mexia! Pelo intermeio da euforia natalícia, veio a emoção de ver o bebé da barriga da mãe na televisão! Mais uma vez, a ecografia teve como música de fundo a narração da Joana ao colo do pai: Óia os braços! Óia as mãos! Óia as pénas! É o bebé!!! Ficámos todos a saber que o bebé, na verdade, é o bebé Miguel! Ficámos a saber que ela não vai ter um mano, mas sim, um bebé Miguel. Ficámos a saber, que ela vai dar papa, banhinho e por creme ao bebé Miguel. Ficámos a saber que vai ser complicado tirá-la de cima do bebé Miguel quando ele nascer :p Para uma simples ecografia, ficámos a saber muita coisa! Chegados ao Natal propriamente dito, e depois do monte (literalmente) de prendas aparecer, sem se saber como, por debaixo da pantufa que ela deixou ao pé da lareira, a emoção da cachopa era tanta, que depois de uma hora a abrir prendas (e atenção, foi uma hora a abrir prendas DELA!), não conseguiu resistir mais e adormeceu ao meu colo, pouco passava da meia-noite. À meia-noite, nós os adultos, aqueles que supostamente já não têm direito a Natal, abrimos os presentes, e tivemos boas surpresas. Mas essencialmente, o Natal para os adultos foi muita conversa, comida e bebida! De tal forma, que o meu Miguelito passou estes últimos dias quase sem se mexer... tadito, devia ter pouco peso em cima dele! :p (por causa da comida e não da bebida, ok?! Vamos lá ver as confusões!) De manhã (isto é... às 11 horas, porque só acordámos às 10h20 :p), a Joana foi à missa com o papá e portou-se lindamente. O papá é que veio aflito das costas por ter estado uma hora em pé com ela ao colo. A mamã, ou seja, eu, ficou em casa a por o borrego no forno, a descascar batatas, a fazer uma mini-limpeza etc etc etc... para tudo estar pronto quando os avós chegassem. Enfim, um Natal muito bem passado mesmo. Na segunda-feira, os papás ficaram em casa e como era o último dia do Circo do Coliseu, fizemos uma tentativa frustrada de lá ir. A semana passada tinha-me fartado de telefonar para reservar os bilhetes mas nunca consegui. Ontem, entre as 13h e as 14h20 não parámos de tentar. Mas, entre o bip-bip-bip do interrompido, e o a sua chamada está em lista de espera seguido do bip-bip-bip do interrompido, as não-sei-quantas-dezenas de chamadas que fizemos foram inglórias. Belo serviço de reserva de bilhetes que o Coliseu tem... Como parecia que não ia haver Circo para ninguém nessa tarde, pois os restantes só tinham sessões às 21h durante a semana (segundo a informação disponível na internet) decidimos ir almoçar fora, reabastecer a dispensa e fazer umas trocas. A caminho do restaurante, reparámos que o Circo Atlas tinha sessões às 16h30 diariamente (afinal quem disse que aqueles posters na segunda circular não dão jeito?!) e depois de um almoço daqueles (nham nham) lá fomos os três (quase quatro) ao circo! Tenho de confessar, que para quem não gosta de circo, eu e o papá saímos de lá com um sorriso de orelha a orelha e muito agradados com o espectáculo no geral. O papá, até colaborou em dois números (é um artista hehehehehehehe) o que ainda tornou a coisa mais divertida... pelo menos para a mamã que ria que nem uma tolinha! Enfim, foram uns dias em cheio, que tenho pena que passem tão rápido. O Natal é para mim, realmente uma festa da celebração da vida, para grandes e pequenos, independentemente da religião de cada um. Eu não acho que Natal seja só para as crianças como todos apregoam. Para mim, os adultos também devem respirar esta magia instalada. Somos novamente, por breves momentos, crianças em ponto grande, e isso não tem preço! Além disso, quem é que não gosta de ter uma surpresa no sapatinho?! Eu gosto de certeza! Beijinhos Sandra

terça-feira, dezembro 27, 2005

Mas quem...

é que teve a infeliz ideia de sugerir ao avô que lhe oferecesse um piano electrónico, com não-sei-quantos acompanhamentos que não páram, com um volume máximo muito máximo, e que ainda se deu ao trabalho de fazer uma pesquisa de mercado e de comprar o dito cujo?! Oooops, fui eu! :s (note to self: estúpida!) PS: Mas que ela fica o máximo a cantar ao microfone e a tocar, ai isso fica! E o que ela gosta daquilo!

Querido Pai Natal...

Tu desculpa-me mas a idade anda a pregar-te partidas! Então eu fiz-te uma listinha toda bonitinha. Fui adicionando os itens devagarinho e em dias diferentes, para teres tempo de decorar. Fui modesta nos meus pedidos (acima de tudo modesta) e tu, de uma lista imensa, só me trazes uma ou duas prendas?! Então vamos lá rever a lista: 1. Primeiro prémio do Euromilhões - nem para mim, nem para ninguém! Está mal! Eu esta semana até joguei, logo era mais fácil que me saísse! 2. uma máquina borbotos - cadê?! Onde está?! 3. a depilação definitiva - também nada... continuo com as pernas peludas! 4. a colecção encadernada das teleculinárias - nope... não recebi nada disso 5. um Smart - Smart e não Smarties, percebes?! 6. o parto rápido e sem dor - fico a contar com esta! Se me falhas esta... aiaiaiaiai 7. o passe anual para um SPA - népias... também não chegou lá nada... 8. o colchão insuflável - ok, esta deves ter cancelado, visto eu ter comprado colchões novos e agora ter um a mais... estás perdoado! 9. os desejos das "invejosas" que aqui vêm realizados - não sei... digam lá vocês! 10. o curso para os meus cães - nadica de nada... mas eles nos últimos dias andam a portar-se melhor! 11. a maquineta para picar cebola - nem manual, nem eléctrica, nem nada! Arrgghhh 12. o vale para a viagem a Nova Iorque no Natal - também não... buáaaaaaaaaaaa 13. a caneca-termo - onde é que esta estáaaaaaaa?! brrrrrr ca frio! 14. uns chinelos - recebi! recebi! recebi! Yeeeeesssssss 15. uma agenda - nicles 16. o bmw - sem comentários... humpf 17. aqueles pedidos assim singelos e básicos - espero recebê-los todos os dias da minha vida 18. o sumiço do word verification - parece que está a acontecer aos poucos! Yuupiiii! Resumindo, achas bem?! Achas, achas, achas?! O que te safa é que trouxeste as prendas que a minha filhota te pediu, senão bem que te podias esconder bem escondinho aí na Lapónia... nem sabes o que te esperava. Para o ano, ou tomas mais atenção, tomas uns comprimidinhos para o esquecimento e mudas de lentes, ou sento-me no colo de todos os Pais Natais que populam por estes centros comerciais e entrego-lhes uma cópia da lista por mão própria. Onde é que isto já se viu?! Tentar desiludir a criança que há em mim!? Sim... por que eu tenho uma criança dentro de mim!!! :p Beijinhos Sandra Adenda: A primeira pergunta pós-Natal que toda a gente me faz é: Então, sempre recebeste a máquina tira-borbotos?! A resposta é, como já sabem: Não! Não recebi! Ora esta hã... querse dizer toda a gente leu e sabe, mas oferecer que é bom e eu gosto, nicles né?! Tá bem, tá bem... eu vos digo... humpf! :)

O meu terceiro Natal...

Este ano foi o meu terceiro Natal!

É verdade que no primeiro eu era ainda muito pequenina, e passou-me tudo ao lado, mas na verdade nessa altura eu só estava interessada na maminha da mamã! O segundo Natal foi muito mais emocionante! Gostei muito da árvore de Natal, especialmente das bolas que a mamã lá pendurou! Só que sempre que tentava tirar uma para jogar à bola, ela partia-se! É óbvio que aquelas bolas não tinham qualidade nenhuma!

Foi nesse ano que aprendi a desembrulhar bem as prendas, mas a mamã tinha de tirar tudo das caixas para eu achar piada... às caixas claro! Também foi nesse ano que descobri que havia um velhinho de barbas brancas de quem todos gostavam. eu é que não o queria muito ao pé de mim, com aquelas barbas a tapar-lhe a cara e barrete enfiado até aos olhos.

Mas este ano, foi diferente! O meu Natal começou há já uns tempos atrás. Descobri que o tal velhinho de barbas brancas era afinal muito simpático e que se chama Pai Natal, e, que é a ele que tenho de pedir as prendas e não aos papás! No entanto, optei por jogar pelo seguro, e sempre que aparecia alguma coisa na televisão eu dizia: Eu gosto deste mamã! Compa este mamã!. A mamã ia dizendo tá bem, mas se não fosse o Pai Natal, eu não me safava!

Um dia, a mamã levou-me a ver o Pai Natal (o a sério!) e eu pedi-lhe, muito baixinho, porque estava muito envergonhada, a prenda que eu mais queria: O computadoi do Noddy! Ele deu-me um balão e disse para esperar pelo dia de Natal que ia ter uma surpresa! Fiquei ansiosa, e não conseguia falar de outra coisa! Entretanto, a mamã deu-me o dvd do Noddy Natal, e fiquei a perceber como é que isto tudo funciona! O Pai Natal anda numa coisa puxada por renas! E tem um saco cheio de prendas! E entra pela chaminé da fogueia (a minha mamã diz que se chama lareira, mas eu não concordo).

Também aprendi a história do menino Jesus, e fui visitá-lo com o papá no dia de Natal pois parece que ele fazia anos (mas se fazia, não percebi porque é que não recebeu prenda nenhuma?! E estava lá tanta gente! Eu dei-lhe uma moeda, que era para o meu mealheiro do Noddy, para ver se ele compra qualquer coisita). A mamã, foi-me dizendo que o Pai Natal só aparecia quando estivéssemos todos a dormir, mas sabem que ele chegou lá a nossa casa mais cedo?! Estávamos tão entretidos que nem demos conta do Pai Natal chegar e deixar lá muitas prendas! Eram quase todas para mim e para o meu mano, sim porque a mamã tem um bebé na barriga, e que se chama Miguel! Ele também já recebeu prendas, mas ainda não consegue brincar com elas! Eu a cada embrulho que abria, queria tirar tudo da caixa e ficar a brincar, mas a mamã punha-me logo outro nas mãos e dizia que brincávamos depois.

Ela estava a ver que não tinha sítio para tanta coisa, e como não a queria nervosa fiz-lhe a vontade, à excepção de quando abri três prendas: um piano com micófone, um quadro para fazei esenhos e o computadoi do Noddy!!! O Pai Natal trouxe mesmo aquilo que eu queria! Fiquei tão contente e tão cansada, que adormeci no colinho da minha mamã! De manhã, quando acordei, a primeira coisa que disse foi: O Pai Natal já foi embóia. Ele trouxe muitas prendas!
 
Ontem, o papá e a mamã fizeram-me uma surpresa e fui ver os paiáços no circo! Eles tinham lá uns leões (mas que não fazem mal!), cabinhas e sinhoies. Eu vi os palhaços e fiz festinhas a um tigue bebé! O papá também foi para ao pé dos sinhoies e dos paiáços, mesmo lá para o meio! Duas vezes! O meu papá é mesmo tonto, mas é o meu herói! Bom, agora só me resta começar a fazer a lista para o ano que vem. Agora que já sei como funciona, o melhor é não deixar as coisas para a última da hora!

Até para o ano Pai Natal!

Beijinhos Joana

sexta-feira, dezembro 23, 2005

Querido Pai Natal...

Eu gostava de receber no Natal (continuação): 17. a presença dos que amo, o calor da lareira, o aconchego da minha casa, a saúde para quem me rodeia, a tolerância e a calma que por vezes me falta, a felicidade eterna dos meus filhos, a companhia para sempre do homem que amo, o silêncio nocturno dos meus cães, a fartura na mesa, a estabilidade económica, o fim daquilo que tenho por acabar, a memória dos que já não estão connosco, o carinho dos amigos e muita mas muita boa disposição! 18. que o word verification desapareça como que por magia dos blogs que leio e gosto! FIM Beijinhos Sandra PS: Pai Natal, espero que ainda te lembres dos outros itens da minha listinha, mas caso a tua memória já não seja a mesma... pesquisa o meu arquivo ok?! Ahhh e feliz Natal para ti também Pai Natal! PPS: A Joana está aqui ansiosa por receber a tua visita e já espreitou umas quantas vezes pela lareira... vê lá se te despachas ok?!

Boas Festas...

(esteve aqui durante o período natalício a nossa mensagem de boas festas... por motivos de espaço de armazenamento, tive de apagá-la :( ) (quem não conseguir ver que avise, ok!? Para verem o postal, passam o rato sobre a palavra "continuar" e quando o rato se transformar numa mãozinha clicam!) Beijinhos Sandra

quarta-feira, dezembro 21, 2005

E o Manchinha II é...

Espreitem lá o vídeo... espero que todos consigam ver o vídeo sem problemas... (quem não conseguir à primeira vá insistindo!) PS: Vou tentar encontrar uma alternativa para verem o vídeo... :( Tenho pena que não consigam ver todos... Obrigada pelos parabéns :) PPS: Mais logo dou mais detalhes e reacções ok?! Não quero estragar a surpresa a quem ainda não viu!

Eu já sei!!! Eu já sei!!!

mas por enquanto a única coisa que vos digo é que está tudo bem com o Manchinha II. Já temos meio kilinho de gente! Agora se é Marta ou Miguel... pois... vão ter mesmo de esperar :p Vou analisar se se portaram bem este ano e se sim... pode ser que tenham sorte amanhã! Beijinhos Sandra

Fecharam as urnas de voto!

O inquérito está oficialmente encerrado! Ficam aqui os resultados para a posteridade: A única conclusão que se tira daqui é que ou é menino... ou é menina :p E como nas votações ficámos muito perto dos 50/50, temos de ir à segunda volta! Que é já às 17h :p Não tarda nada e o mistério será revelado! Pelo menos para mim! hehehehe

Ainda...

me vão perguntando se a Joana está melhor. A minha resposta tem sido, a virose ou lá o que era está curada, mas agora sofre de uma doença ainda mais complicada: síndrome-de-querer-estar-colada-à-mãe-feita-lapa-vinte-e-quatro-horas-por-dia. Esta vai ser tramada de curar :p

Update sobre as prendas que me faltam...

a da minha irmã está resolvida, e a do António alinhavada! (não posso adiantar muito porque eles estão à espreita :p) Só falta comprá-las, mas isso resolve-se já amanhã!

É hoje...

e isto se o Manchinha colaborar, que vamos ficar a saber qual a marca (:p) que lá vem... vamos isto é... vou eu, o papá e a mana! Vocês, pronto... ainda não decidi se vos dou a prenda adiantada! Assim, o questionário ali do lado vai terminar ao meio-dia de hoje. Quem ainda não deu o palpite, que o faça já... ou perde a oportunidade! Convém salientar, que o reformado que encontro diaramente à hora de almoço, e que diz que vou ter uma menina desde que se apercebeu da minha gravidez, na passada segunda-feira virou o bico ao prego, e agora garante que vai ser um rapaz! Marta ou Miguel, tanto faz, espero é que a eco mostre que está tudo óptimo e que vem aí uma criança saudável e perfeitinha como se costuma dizer. Beijinhos Sandra

terça-feira, dezembro 20, 2005

Para variar...

o meu problema no Natal não é a compra de prendas... é a sua distribuição em tempo útil. Se bem que este ano ainda me falte comprar duas prendas, mas como não são para ninguém importante nem têm de ser entregues na data certa não há problema, são as prendas do meu pazinho (entenda-se marido) e da minha irmã. Como vêem, não tenho motivos nenhuns para stressar com a compra destas prendas, não acham? Aliás, acho que vou fazer um desenho (eu e não a Joana) e ofereceres-lhe pelo Natal. É isso ou uma qualquer caixa de bombons resove o problema... :p Ainda tenho alguns dias... deixa lá ver quantos... hummm... neste não posso, neste também não, ora isto dá, um mais um, dois... noves fora... certo! Tenho 2 = dois = DOIS dias para o fazer! Tássssee béeeeem :s Beijinhos Sandra

Querido Pai Natal...

Eu gostava de receber no Natal (continuação): 15. uma agenda (de papel e não electrónica) como deve ser, com espaço para escrever moradas compridas, números de telefone, de telemóvel, emails, contactos msn e skype e datas de aniversário 16. um carro novo, como por exemplo este: BMW Série 5 Touring (já me dava por satisfeita) (continua... será que ainda tenho lata para isso?!) Beijinhos Sandra

segunda-feira, dezembro 19, 2005

Coisas que escusavam de saber, mas que não resisto a contar...

A casa de banho aqui do meu trabalho é tão gelada, mas tão gelada, que quando vou fazer xixi, até fumega! Desculpem lá qualquer coisinha, mas esta tenho mesmo de registar para a posteridade. (hoje vou ter uma reunião com o nosso administrador, e acho que lhe vou mostrar este post :p)

Quem é que me aconselha...

um Circo para levar a Joana, de preferência sem animais... é que tanto eu como o pai não gostamos nada de Circo, mas achamos que a Joana vai delirar... Fico à espera das vossas sugestões. Adenda: Seguindo os conselhos que me deixaram, aqui ficam os contactos para quem quiser: Lisboa Cultural - Circo para Crianças Eu confesso que estou tentada a experimentar o Circo de Cuba ou o do Coliseu. Obrigada!

Depois de...

praticamente uma semana fechada em casa, com uma filha doente, nada como um fim-de-semana com uma filha curada mas atacada por uma crise de mãezite-mimite aguda. Nunca desejei tanto que chegasse uma segunda-feira na minha vida! Além disso, a minha afilhada (13 meses mais velha que a Joana) dormiu pela primeira vez fora de casa sem os pais. Mas duas meninas que não páram um minuto quietas, com uma mãe/madrinha com falta de descanso, e um quarto cheio de brinquedos, digamos que é uma combinação explosiva. Resumindo, hoje estou a trabalhar... mas é um descanso que nem vos digo! :)

Querido Pai Natal...

Eu gostava de receber no Natal (continuação): 13. uma caneca-termo, para poder a vir beber o meu leitinho quentinho pelo caminho 14. uns chinelos novos (continua... será?!) Beijinhos Sandra

sábado, dezembro 17, 2005

Prendas...

Primeiro espreitem aqui... agora vejam estas: E agora como é que eu fico?! O que é que eu te digo?! Que gostei é pouco. Que é lindo parece ainda menos. Que não estava à espera é cliché. Que és fantástica e que tens umas mãos de ouro, não é novidade... um simples obrigada chegará?! Adorei, e se me virem a andar de manga curta na rua, não estranhem! É que não há frio que resista a tanto mimo! Especialmente a estes feitos à lareira! Obrigada Cate! PS: Se estranharem o adiantado da hora, eu explico: a minha afilhada veio cá dormir; tem 3 anos; a brincadeira durou até à meia-noite; os disparates também; estive na conversa com uma amiga que veio jantar comigo (e em paga lavou a loiça :p) até à uma e tal; o sono foi-se!

sexta-feira, dezembro 16, 2005

5 meses...

Se não fosse a Raquel, a data não ia ficar registada. Fica por enquanto a imagem... as palavras vêm depois. Parabéns meu Manchinha II, tu ainda não sabes, mas já me fazes muito feliz.

E ao sétimo dia...

a minha filha melhorou!!! Ontem dormiu das 12h30 às 17h30. À noite comeu um bocadinho de esparguete pela mão dela, foi para a cama às 22h e ainda está a dormir. Não tem febre desde ontem à noite (e durante a tarde era tão pouca que nem lhe dei nada). Ainda pensei em levá-la a ver o Noddy hoje às 10h como sugerido pela diabinha, mas depois de 5 minutos a tentar acordá-la, desisti. A miúda até me respondia a dormir! O antibiótico já fez efeito, agora começou a cura de sono! Viva!!! :) Sol, espera lá mais só um bocadinho, que nós estamos quase prontas!!!

A frase mais ouvida...

na última semana, foi: Não quéio foguetão*! Não quéio foguetão mãeeeee! Dita num choro melódico e sempre que lhe víamos a febre, ou que mencionávamos a palavra remédio, ou que lhe limpava o rabinho. * supositório

quinta-feira, dezembro 15, 2005

A cama nova...

Aqui fica uma foto da cama nova... para a posteridade :p (não se nota nada que adoro almofadas pois não?!)

A cama nova...

A cama nova da Joana já está no quarto dela há uma semana, no entanto, o colchão só chegou ontem. Ela estava radiante! A cama gande da Joana! A Joana vai domie na cama gande! E assim foi, adormeceu em menos de cinco minutos e eu pensei que iria ser uma noite descansada porque ela tinha uma temperatura normal. no entanto não foi assim novamente! Passado um pouco ela chama-me e já tinha 40,1º C. Acabei por dormir com ela para a poder ir controlando, e foi mais uma noite em beleza. Mesmo assim, foi a melhor noite dos últimos dias, e espero que hoje ela comece finalmente a arrebitar. Ontem já petiscou ao jantar e hoje já comeu um bocadinho de cérelac. Façam figas mas parece que estamos a ir no bom caminho! Entretanto, decidi ficar em casa o resto da semana. O papá tinha hoje uma reunião que precisava de ir, e eu confesso que estou cansada destas noites. Agora vou sentar-me ali no sofá ao lado da minha menina a ver o "Noddy salva o natal" pela 458ª vez! :p

quarta-feira, dezembro 14, 2005

E o manchinha...

anda num frenesim doido! É de dia, e de noite, simplesmente a toda a hora! O meu rico bebé ainda não nasceu e já anda todo preocupado com a mana mais velha... só pode :p (pode ser devido à minha falta de sono, que o deve baralhar todo, mas confesso que sabe mesmo muito bem, ser pontapeada desta forma :))

Digamos...

que estou um bocadinho (muito) farta de tanta febre junta. Durante a noite a febre sobe mais e eu quase nem durmo com medo dos picos de febre. Ontem já não vomitou nada e hoje a expectoração está finalmente a sair pelo nariz... e em quantidades industriais :p Ela continua sem se queixar dos ouvidos ou de outra coisa qualquer, mas não posso ficar longe dela mais que 10 minutos. Comer é mentira desde sábado, quanto muito vai bebericando um leitinho e lambendo a manteiga do pão (uma dieta bem equilibrada :p), a maminha tem andado em alta e o mimo, bom, nem preciso de dizer nada né?! Espero sinceramente que o antibiótico comece a mostrar resultados entre hoje e amanhã. Para o bem dela, que coitada já se vê que está fartinha de estar assim, e por muito egoísta que isto possa parecer, para o meu também. Obrigada mais uma vez pela vossa preocupação que chega de tantas formas diferentes. Vou tentar, ainda hoje, deixar-vos um post com um teor bem diferente. A única coisa que vos digo, é que daqui a nada roubo o nick à Claúdia, porque eu é que ando a ficar cada vez mais mimada! Tenho espreitado as vossas novidades, mas confesso que não vou conseguir comentar nada tão cedo.

terça-feira, dezembro 13, 2005

Update sobre a Joana...

Bom, afinal a febre veio para ficar e ainda conseguiu atingir a módica quantia de 41º C ontem ao final da tarde. O diagnóstico foi uma otite no ouvido esquerdo e outra a começar no direito. Vai ter mesmo de fazer antibiótico para combater esta virose que ao que parece é das fortes. Vai ficar em casa até sexta-feira, e eu fico com ela pelo menos estes dois dias. Fora os kilos de mimo, hoje está um pouco melhor e a febre ainda não passou os 39,5º C, no entanto, é provável que ainda se mantenha nas próximas 48 horas. Entretanto, estamos de alerta para ver se não há alterações no estado dela, que possa indicar outra coisa qualquer. Esta é a primeira otite da Joana, e ela nem agora se queixa de qualquer dor, apenas a febre a quebra. O sol brilha lá fora e por enquanto ainda não o conseguimos aproveitar, mas estou confiante que ele não vai embora sem nós curtirmos o seu calorzinho. O papá por sua vez, está quase como novo e já retomou o trabalho, sexta-feira há mais futebol :) Volto quando tiver um bocadinho, até lá um grande beijinho a todos pela vossa preocupação! Obrigada. Beijinhos Sandra

segunda-feira, dezembro 12, 2005

O sol...

brilhou e deliciou durante todo o fim-de-semana! Com um tempo assim, os planos para actividades no fim-de-semana eram promissores. O objectivo era aproveitar ao máximo este solzinho que continua a prometer brilhar nos próximos dias. No entanto, como já devia saber, os melhores planos também podem sair furados. O António, no habitual jogo de bola de sexta à noite, torceu um joelho e ficou quase que imobilizado. Passear ficou fora de questão, mas restava-nos aproveitar o sol no nosso jardim. Mas o sol brilhou o fim-de-semana inteiro, e nós não aproveitámos nada. E porquê? Porque a Joana ficou com uma febre altíssima que não dá tréguas desde sábado. As noites foram passadas a vomitar expectoração e arranjar formas de a arrefecer. Não apresenta dificuldades respiratórias nem tosse durante o dia, mas vomita carradas de expectoração. Não lhe consigo dar o brufen nos intervalos do ben-u-ron em supositório porque o vomita, e os arrefecimentos têm de ser constantes para manter a temperatura a rondar os 38º C. A febre desta vez, já atingiu os 40.6º C e sem os arrefecimentos manter-se-ia sempre acima dos 39º C. Uma maravilha portanto. Hoje ficou em casa com o papá e vamos aguardar para ver o que vai acontecer. Se não melhorar, amanhã iremos ao médico, mas espero sinceramente que hoje a temperatura comece definitivamente a ceder. E assim, se passou um fim-de-semana cheio de sol sem por um pé fora de casa, com a mãe a "coxear" entre o sofá onde estava o pai e a cama onde estava a filha. Esperemos que esta nova semana comece e termine melhor! Adenda: O pai hoje já anda, por isso é que consegue ficar com ela. A Joana mantém o mesmo quadro. A ver no que dá, mas decididamente a continuar assim é uma ida ao médico hoje ou amanhã.

sexta-feira, dezembro 09, 2005

No carro...

eu e o pai vamos entretidos numa qualquer conversa. Ela lá trás está a falar sozinha. De repente, a conversa dos pais acaba e ouve-se apenas ela ao fundo: ... ela foi apanhai foures. Vamos contai? um doix tês quáto cinco xeis xete nóbe dez onje doje onje doje quinje... lá foi ela! As foures tinham muitas cores! ajuuul vemeiiio amaeiélo vêeeede... lá foi ela! Chegou à caja da avó e bateu à póta. tuz-tuz-tuz! E fez-se silêncio. Ela estava a contar a nossa versão do Capuchinho Vermelho, a história que ouve todos os dias ao deitar. Como ela não continua a história, decido fazer eu a voz da avozinha e digo: Quem é?! Ao que ela me responde: É o Pai Nataaaal!!! hã?! Então não era a netinha?! :p (o Natal mexe mesmo com pequenos e graúdos!)

A baixa lisboeta...

é um local maravilhoso para se passear. Nem sei porque não vou até lá mais vezes. Mas se juntarmos às suas características habituais, um dia lindo de sol, um ventinho frio (que é uma delícia quando está sol) e uma princesa... o resultado só podia ser fantástico! A repetir uma, e mais outra, e outras tantas vezes!

Feriados à quinta....

Um feriado é sempre bom, quando calha ao fim-de-semana é bom para menos gente, mas mesmo assim é bom para alguma. Os meus feriados preferidos são à segunda, à quarta e à sexta (se forem à segunda, à quarta e à sexta na mesma semana uiui :p). Um feriado à quinta é fixolas, mas não é definitivamente o meu favorito. A quarta parece sexta, porreiro, a quinta parece domingo, not so good, e a sexta parece segunda... mau mesmo! Para complementar, ando aflita da minha coluna. Ontem só coxeava, hoje acho que vou pelo mesmo caminho... Fim-de-semana, onde estás tu?!

quinta-feira, dezembro 08, 2005

Declaro...

aberta a época natalícia neste blog! Espero que gostem. (agora vou ali fazer a minha árvore de Natal, já venho!) Beijinhos Sandra

quarta-feira, dezembro 07, 2005

Neste momento...

eu bato do lado de fora, e ele pontapeia-me do lado de dentro... e fico assim com um sorriso estúpido na cara enquanto me tento concentrar no trabalho! Não pares bebé!

E já agora...

expliquem-me também, como é que do nada, ela pega numa folha e num lápis e começa a desenhar bolas e riscos enquanto diz Juuuu-aaaa-naaa?! Nunca lhe escrevemos o nome ou soletrámos ao pé dela...

E agora expliquem-me...

como é que a Joana, ainda sabe associar cada presente de aniversário à pessoa que lho deu, sem se enganar?! Beijinhos Sandra

terça-feira, dezembro 06, 2005

Estou a tirar uma especialização...

na arte de afiar lápis-de-cor! E pode ser apenas no nosso caso (embora já tenha constatado que não) mas que estes lápis de hoje em dia, desde os mais caros aos mais baratos, são uma porcaria, disso não tenho dúvidas! Por isso a técnica de afiar lápis-de-cor tem sido estudada com bastante afinco. Se faço rodar no afia os lápis da marca x mais do que três vezes é certo e sabido que o bico parte; se são da marca y então resistem até às quatro voltas. Por vezes sejam x ou y, o bico só se mantém depois de se partir três vezes. Os únicos mais resistentes são uns grossos, triangulares de marca nacional (e o que é nacional é boooommmm :p). Esses aguentam ser afiados, e têm um grau de resistência muito elevado aos ataques criativos da Joana, especialmente os que envolvem bater com o bico do lápis o maior número de vezes, no menor espaço de tempo, com a máxima força possível, numa qualquer superfície dura! Quando nascer o próximo, acho que já acabei o doutoramento na área! :) PS: Pronto... não aguentei às pressões e vou usar este espaço (mais uma vez) para passar publicidade... tenho de começar a mandar umas cartinhas a ver se me cai algum na conta :p. No entanto, enganei-me na promoção que fiz em cima... os de marca nacional que são bons, são da Viarco mas são finos, e os tais lápis triangulares e grossos que sobrevivem a (quase) tudo são os Bic Evolution Triangle (podes confiar nestas marcas Sónia... têm site! hehehehehehe - privet joke). Os melhores afinal não são nacionais, mas têm compreender que esta especialização tem tanta matéria a aprender que é complicado não baralhar tudo. E agora só me lembro de trautear: Bic-Bic-Bic, Bic-Bic-Bic Bic Laranja, Bic Cristal duas escritas à vossa escolha Bic-Bic-BicBicBic-BicBicBic Bic Laranja com a escrita fina Bic Cristal, escrita normal ...

Com...

a companhia certa, um simples MacMenu é confundido com um exuberante fillet mignon. Soube mesmo muito bem.

segunda-feira, dezembro 05, 2005

20 semanas...

20 semanasJá tenho vinte semanas completas, o que significa que estou a meio desta gravidez. A pergunta que se impõe neste momento é Como é que passou tão depressa?! Estou dividida entre estar feliz por atingir esta meta, e sentir que já faltam outras tantas semanas para acabar. Esta gravidez está a ser vivida muito mais calmamente, e até se calhar é por isso que este bebé é muito mais calmo que a irmã. A Joana nesta altura já dava verdadeiros shows de mexe e remexe, a barriga já se contorcionava para tudo o que era lado sob o olhar atónito de terceiros, e, o pai já tinha show exclusivo pelas quatro da matina. Este bebé, mexe principalmente antes das refeições e ao final do dia, de forma muito suave, como que a fazer-me festinhas. Tão suave que o pai ainda não o conseguiu sentir. De noite nunca o senti a mexer-se e parece-me que acorda tarde, porque só dou conta dele por volta das onze horas. No entanto, eu que da Joana andei (quase) sempre fantástica, agora os finais do dia custam-me cada vez mais. Tenho dores de cabeça quase diárias e no final do dia, quase não me consigo mexer. Isto tem vindo a piorar lentamente, e a única coisa que peço é que não piore mais, ou que pelo menos me deixe fazer a minha vida normal até ao final. Para marcar as vinte semanas, declaro aberta a época dos palpites. Ali ao lado têm a zona de votações. Já lá deixei três votos, o meu (no Miguel) seguindo a minha intuição, o do pai (na Marta) seguindo a preferência dele e o de um reformado aqui da minha empresa que todos os dias, desde que se apercebeu do meu estado, me recomenda para tomar bem conta desta menina :p Vamos lá ver então quais as tendências blogosféricas e quantos é que vão acertar realmente! Só espero que as próximas vinte semanas passem muito mais devagar... Beijinhos Sandra PS: Ooopss... Publiquei o post antes de publicar a caixinha de votações... esperem lá mais um cadito... PPS: Já tá! :p

O Noddy ao Vivo...

Foi bom. Muito bom mesmo na opinião da minha menina, que ao outro dia ao acordar, as primeiras palavras que disse foi O noddy foi pá pisão. Sim, ela ficou definitivamente impressionada pelo facto do Noddy ter sido preso, e eu fiquei impressionada por ela ter compreendido a história tão bem e de saber explicar o que tinha acontecido. Ela simplesmente delirou, e os papás deliraram com ela. Os nossos lugares eram muito bons, mas realmente acho que quem tentou ver o espectáculo do balcão 2 não deve ter visto grande coisa. A preocupação dela quando começou o espectáculo era saber onde estava o Noddy afinal! A preocupação dela quando acabou o espectáculo era saber onde tinha ficado o Rechonchudo e a macaca Mata. A explicação que arranjei à pressão foi que tinham ficado doentes e que não puderam ir, ela aceitou... felizmente! No carro só dizia, A Joana viu o Noddy a séio! No tiato! alternado com, O noddy foi pá pisão. Fez asneias. Resumindo, foi bom e foi difícil convencê-la de que não podia ir para o palco para ao pé deles. No intervalo ainda foi com o pai até perto do palco para ver mais de perto a oficina do Sr. Faísca e a prisão do Sr. Lei, mas o que ela queria mesmo (assim como toda a criançada) que era ver o Noddy frente-a-frente, é que não aconteceu. Por um lado ainda bem senão imagino a confusão que se instalava naquele pavilhão! De resto, tenho uma filha completamente indiferente ao merchandising o que dá um jeitão nestas alturas! (...) Abram alas para o noddy no seu carro amarelo Abram alas para o noddy que o dia vai ser tão belo (...)

sexta-feira, dezembro 02, 2005

Hoje...

Repete-se o cenário de há dois dias... pouco tempo para estas andanças, por isso desejo-vos um excelente fim-de-semana. O meu promete ser bem preenchido, por isso acho que para a semana vou andar a pedir descanso não do trabalho mas da paródia! Se der ainda volto, se não... até segunda!

E enquanto não há novidades...

Deixo-vos aqui o desenvolvimento de um bebé entre as 18 e as 24 semanas de vida. ver vídeo retirado do documentário "Vida no Ventre" do National Geographic Channel