quarta-feira, maio 09, 2007

De mim...

Há algumas histórias que me lembro muito bem da minha mãe contar vezes sem conta. Duas delas têm directamente a ver com o facto de eu ser muito faladora. Não sei que idade teria, mas não devia ter uma idade muito diferente da que a Joana tem agora, isso não é importante mas é talvez por isso que as volto a relembrar vezes sem conta em alguns momentos em que estou com a minha filha. Eu falava tanto ou tão pouco que até a minha própria mãe cansava-se de me ouvir (como eu agora te compreendo, mãe :p) e uma das vezes, fartinha dos meus ó mãe isto, ó mãe aquilo, responde-me naquele tom de zangado a fingir que sabemos tão bem fazer: - chega! Já não sou mais tua mãe, por isso pára de me chamar! Após uma pausa de uns segundos para reflectir: - está bem... mas ó tia sabes que... Falar está-me entrenhado e é difícil controlar este instinto. Já na escola eu era assim, mas acredito que quem sofria mais era mesmo a minha mãe. Tanto que um dia, estava ela a lavar roupa na banheira (e eu juro que até consigo visualizar a cena de tanto a ouvir contar) e eu ao pé dela, falava, falava e continuava a falar, quando, num repente, ela desabafa: - ai rapariga, tu falas pelos cotovelos! Mais uns minutos de pausa mas desta vez irrompo num pranto sentido enquanto replicava: - não falo nada! Eu falo pela boca! E depois aquela imaginação que me punha em idade pré-escolar a falar sobre os meus dramas de chegar à escola e de não haver lugar para me sentar (já devia estar a prever o que aconteceria na faculdade), de ter uma professora chinesa, de falar fancês, ingalês e alimão e de todas as tropelias que aconteciam no meu dia-a-dia na escola que não frequentava. Contra factos, não há argumentos e as semelhanças... ai as semelhanças, estão todas aí. É melhor preparar-me!

13 comentários:

Ana A. disse...

lollll!

Fazes-me lembrar a minha filha:
Pai e mãe - Sara bebé!

Sara - Não sou Sara bebé! Sou Sara A.!

E mai' nada!

Margarida Atheling disse...

Ai as semelhanças saltam à vista, Sandra!
Agora não te queixes! (até porque é tão giro! ;))

Bjs!

Sónia disse...

lol

Sandra e Amaro disse...

:)))))

CLS disse...

E não é giro vermos essas semelhanças connosco a aparecer? Eu gosto!
Bjs

mamã Xana disse...

Caramba!
A C. é assim, tal e qual, não se cala um minuto, cansa-nos. :)
É claro que lhe acho piada, mas há alturas em que agradecia uns minutos de silêncio.

Beijos
(Com saudades, pá! Quando é que te vejo?)

Ana Paula disse...

Pois o problema torna-se bicudo quando nos lembramos do que éramos com a idade deles.
Se eles são como nós... azarito. Já estamos preparadas.

MC disse...

E não é bom? :)

Cristina disse...

É engraçado. Dizem que os filhos são um prolongamento dos pais. Não sei se é assim. Mas sinto que quando olho para a Leonor e alguns dos seus comportamentos, atitudes, preferências, etc, revejo-me muito. Também é tagarela mas isso sai ao pai...

Bjos

Cristina

Soph disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Soph disse...

Haja conversa para esta gente toda!!!

Haja blogues onde se possa falar!!!

;)

Monica disse...

Ai mulher, 'tás feita! quem sai aos seus... LOL
Beijoca

rosinha_dos_limoes disse...

AHAHAHA
Não te podes queixar, ela tem a quem sair :o) Pelo menos estás mentalmente preparada :o)