sexta-feira, junho 15, 2007

Dois dias...

de filha única. Os avós pediram para ele ficar lá, e nós acedemos por uma noite. Ficou duas. Acabou de chegar trazido pelo pai. Uma festa, uma alegria. O reencontro efusivo com cada um de nós. Parece maior. Ri-se às gargalhadas. Faz gracinhas. Dança. Abraçam-se os dois. Beijam-se e batem-se. - ele já fazia falta cá em casa - diz o pai. - era muito silêncio só com um - digo eu (as coisas que se dizem no segundo). - quando ele deixar de ser bebé é que vai ser pior. é tão giro ter assim um pequenino - diz ele (ou qualquer coisa parecida). Isto anda bonito anda... os dois com saudades. [sim pázinho, descansa... isto não é a chamar o terceiro... mas que foi o que disseste foi :p]

16 comentários:

Soph disse...

Chamar o 3º... hum... é impressão minha ou "ultimamente" este "3º elemento" anda a ser aqui muito citado?!?!?!

Hum...

Não sei... não....

;)

Licas disse...

Parece que andam muito saudosos... será que vamos ter mais um costinhas??? ;-) era giro...

Tânia disse...

Cara amiga, é como te disse, faltam o 3.º, 4.º, 5.º e 6.º. Acho que podes começar a pensar no assunto ;P

Sandra e Amaro disse...

À velocidade que eles crescem é normal que uma pessoa sinta saudades passado um ano....

Jocas

MC disse...

:D !!!!

Mamuska disse...

Tmabém sou da opinião que ultimamente parece que o 3º filhote anda a ser mto falado por aqui! lol
Beijoss

Rita disse...

LOL! Até podem não estar a chamar o terceiro mas lá que parece... parece!

Jinhos

Anónimo disse...

acho que isto de ter mais que 2 filhos está a tornar-se numa moda, principalmente numa certa classe social.

Costinhas disse...

anónimo... este é um dos comentários mais descabidos que alguma vez já me deixaram.

Enfim...

Tânia disse...

Agora ter filhos é moda? Ele há com cada um... deve ser como o outro, putos no restaurante só aos 18 anos... Enfim...

Baguigolas disse...

Ai credo, esta gente escreve cada coisa. Eu cá acho q a moda de ter filhos remonta há já alguns milhares de anos...digo eu!
Adiante: haja coragem. Essa é q é essa.

Fitinha Azul disse...

Nem faço comentários:p

Beijocas!!!

Anónimo disse...

Bom então vou fazer-me entender......

Houve tempos em que as famílias só ansiavam ter 1 ou 2 filhos, para assim proporcionarem um futuro razoável aos progenitores. Agora está-se a verificar em algumas famílias, o desejo de ter mais filhos, muitas vezes esse desejo é usado para dar nas “vistas” (já não ficam satisfeitos com o carro melhor que o do vizinho, ou a casa xpto, etc),as criancinhas usam roupas de preferência de marca e iguais, no mono volume não pode faltar o autocolante “família numerosa”, mesmo que só sejam só 5 pessoas, os filhos estudam em colégios “béeeem”,( mesmo que se esteja empenhado até à 5º geração o que interessa é ter uma vida “béeem”) frequentam os centro comerciais, muitas vezes os filhos mais novos vão de trela, pois assim dá-se mais nas vistas.
Algumas destas famílias têm os seus 5 minutos de fama, num programa de tv da tarde.

Então e as famílias que preferem abdicar de ter carro? Para terem mais um filho, preferem comprar roupa na feira, para assim terem mais uns “tostões”, a mãe abdica de trabalhar fora e dedica-se aos filhos, pois foi esse o objectivo de ter muitos filhos, de se dedicara a eles e não entregá-los a outras pessoas para os educar……. Nestas famílias houve-se comentários do tipo “ é só miséria”………..

Daí eu ter comentado que “ter mais que 2 filhos está a tornar-se numa moda.”

Havia muito mais para dizer………o meu comentário mais parece um post, mas senti-me na obrigação de esclarecer as mentes mesquinhas, que de um simples comentário distorcem tudo só para “armar” confusão, mas já percebi que por esses lados não se pode discordar dos posts se não é-se ”fuzilado”.. Bumm…..


Ass: Anônimo.....não é uma questão de cobardia simplesmente não gosto de dar nas "vistas"

Costinhas disse...

anónimo, primeiro ninguém aqui o fuzilou. Trataram-no com o mesmo tom, com que tratou com as suas palavras quem deseja um terceiro filho.

Segundo, não me enquadro em nenhuma das situações que refere, e mesmo que estivesse, não tinha nada a ver com o assunto.

Terceiro, acho o máximo rotular o desejo de filhos da forma como o fez.

Os meus filhos são desejados como tal, e por eles, faço os sacríficios que bem entender sem que ninguém tenha nada a ver com isso.

Se chegar a ter um terceiro é porque ele é desejado e não é para andar a exibi-lo como troféu.

O achar que aqui ninguém pode ter uma opinião contrária é a prova de que não costuma ler os comentários. Aliás, o simples facto de aqui se permitirem comentários anónimos, revela que há uma abertura para que possam expressar as opiniões tal como fez, sem "dar nas vistas".

Agora, vai ter de me desculpar mas o que deixou não foi simplesmente uma opinião, mas sim uma boca bastante infeliz.

Anónimo disse...

Depois dos comentários que deixaram ao meu comentário, como é que acha que eu reagi....Indignado(a) por ter só deixado um mero comentário, e ver que outras pessoas não deixavam comentário ao seu post mas sim comentavam o meu comentário.

E lá está esta a deturpar o meu comentário, (ou a “armar” confusão) em alguma palavra que usei referi-me a si ou à sua família? Fiz um simples comentário à sociedade que vivemos, acho que é para isso que os blogs servem, para trocar-mos ideias. Agora se o interpreta, e interpretam (agora vêm os comentários de defesa) de outra maneira já são outros 500.

Tenho a minha consciência tranquila de que não quis armar confusão, simplesmente expressar a minha opinião.

Está enganada, desde à 2 anos para cá que visito diariamente o seu blog e já tenho deixado comentários, e sim já tenho lido “ fuzilamentos” por discordarem das suas ideias.

Volto a referir se ler com atenção eu não discordei de si, simplesmente comentei um facto da nossa sociedade, fiz-me entender?.......ou nem por isso. (ponto final, como referi não gosto de dar nas vistas......para mim o assunto está encerrado)

Costinhas disse...

lá está... devemos estar a ter uma conversa de surdos-mudos, ou simplesmente não queremos olhar para o que escrevemos pelo ponto de vista do outro.

Primeiro, eu continuo a discordar quando diz que isto é armar confusão. Além de mim, só três pessoas se manifestaram e se vem cá muitas vezes sabe que há muito mais gente que costuma comentar...

Segundo, você continua a achar que não me incluiu na sua observação. Se não fosse essa a sua intenção, porque fazer o comentário no meu blog num post onde falo sobre a eventualidade de um terceiro filho?

Terceiro, ao deixar um comentário arrisca-se a ter quem discorde e quem concorde. Ao contrário do que quer ver, as pessoas reagiram às suas palavras e não às minhas.

Finalmente, se o que queria era expor essa opinião, havia melhor maneiras de o fazer sem ser com a frase com que começou, não concorda?