segunda-feira, janeiro 07, 2008

Ele...

também já aprecia a hora da história. Contar-lhe efectivamente a história é que (ainda) é uma aventura. Se tentamos contar a mesma história aos dois, temos de garantir que o imobilizamos, senão passa o tempo todo a tentar mudar as páginas do livro. Por isso, basicamente, ele escolha a história e conta-nos ele a história a um de nós, enquanto o outro conta a história à irmã. - tóia? do cão? - enquanto abana a cabeça em tom interrogativo - óia! óia! o cão! - apontando o cão - o pato! veis? - apontando cada pato da página - ohh pexinho! veis? - coeiiinho! óia! óia! - cabou! outa?

7 comentários:

Mãe da malta disse...

já tentei também contar a mesma historia aos dois - pelo conteúdo é impossível, a diferença de idades não o permite - mas estava com fé que o tom de voz mais calma e monocórdico o acalmasse, nada disso! Quer saltar da cama para ver o livro, chora e berra - enfim 15 meses. :)

Luisa disse...

Este post é tão familiar...

Beijinhos

Baguigolas disse...

xii, por essas que decidi deixar passar mais um tempinho! não adormecia, queria era estar sentada a ver, folhear...desisti!

sorrisos da minha alma disse...

Deixas-te me a imaginar a vozinha dele

Tânia disse...

Humm, é mais ou menos como por aqui...

Monica disse...

Há já uns dias que lá em casa o Pai lhes conta histórias e ele adora!

Lúcia disse...

Com a idade dele a Beatriz também não conseguia ouvir a história. Igualzinha. Há que lhes dar tempo :)