domingo, janeiro 27, 2008

Querem rir, querem?!

Há uns anos - que ainda não foram assim tantos que justifiquem o esquecimento - o que aconteceu na sala de espera do consultório de pediatra, devia ter servido para me ensinar uma lição. Devia mas parece que não ensinou, pois esta mesma mãezinha, decidiu ir com as suas lindas criancinhas para um parque perto de casa, sem nada dentro da mala a não ser a máquina fotográfica.

Então, situemo-nos.

É quarta-feira e estou em casa com ele doente mas bem-disposto. Da escola dela, telefonam-me a dizer que ela estava com febre. Vou buscá-la e encontro-a no refeitório, quente, mas muito animada. O sol está tão bom que parece sacrilégio não o aproveitar - e toda a gente sabe que os raios de sol estão carregadinhos de vitamina D que lhes faz tão bem, e tal e tal - por isso sugiro uma ida ao parque perto de casa. Passamos só por casa para encher uma garrafa com água, verificar a temperatura dela e trazer os panamás que estavam confinados no fundo do roupeiro à espera de um dia como este.

A viagem ao som do Ruca é curta, e eles correm à minha frente em direcção ao parque deserto. Estamos há uns cinco minutos no parque quando ele me pede para fazer xixi. Sem casas-de-banho por perto, restam-nos os canteiros ali à volta. Passados outros cinco minutos se tanto, volta a pedir-me para fazer xixi em tom aflito. Grito-lhe a ela que não saia donde está enquanto eu vou com o irmão ver as flores novamente. Baixo-lhe as calças, mas já tinha feito e para mal dos meus pecados, não era xixi... - quem for sensível é melhor parar por aqui - O problema é que era suficientemente liquido para escorrer pelas pernas abaixo e pelas costas acima (?!?!) enquanto o aroma se espalhava mais depressa que o de uma bombinha de Carnaval. 

Puxo-lhe as calças para cima e levo-os para o carro fazendo fé nas tolhitas que nunca saem de lá e na garrafa de água que pensei ter deixado no carro, e, chegados ao pé do dito, dispo-o da cintura para baixo. Todo ele fedia e eu própria já não estava em bom estado. O problema agravou-se no momento em que me apercebi que o pacote-de-toalhitas-que-nunca-saem-do-carro, imagine-se, não estava lá, e que a garrafa de água tinha ficado esquecida em cima do muro de casa.

Temos portanto, um parque deserto, um miúdo borrado dos pés aos ombros, uma miúda a perguntar quando é que os três regressavam ao parque, uma mãe com um miúdo nu e totalmente coberto de caca mais uma miúda que reclama pela diversão perdida e mais um monte de roupa nojenta, tudo do lado de fora do carro, e, qual cereja no topo do bolo, um mecânico que assiste de forma nada discreta ao que se passava ali enquanto se debruçava sobre um motor a uns metros dali e por certo pensava que preferia as suas mãozarras cheias de óleo às minhas maozinhas cheias de... bom... vocês imaginam.

Pego no miúdo tal e qual como estava, sento-o na cadeira tal e qual como estava, prendo os dois, abro as quatro janelas e seguimos em direcção à banheira mais próxima. A nossa claro está.

Será que à segunda a lição fica aprendida?! Aceitam-se apostas.

19 comentários:

Mãe Gabi disse...

ihihih para mais tarde recordar!!!

Mãe da Rita disse...

Depois do meu fds da treta, só tu é que me fazias rir! Claro que nem sequer teve graça mas na ordem geral do universo... Obrigada, precisava disso antes de me deitar! BJS!

Soph disse...

Ehehehe
Eu já tinha ouvido falar disto... mas lido... tem outro sabor!!! ehehehe

Fiquei a pensar no estado da cadeira dele... e na cara dela durante essa viagem!!!!

;)

dia-a-dia disse...

Já está tudo a cheirar bem, já?

LIIIIIIIIIIIVRA!!!!!!!!!

:D

Lúcia disse...

UIiiii eu imagino essa cadeirinha :)

Eu disse...

AHAHAHHAHAHAH

buggy disse...

looooooool!!!

e a cadeirinha?? a trabalheira que deve ter dado a limpar.... pobre de ti!

mas lição aprendida: vou meter um saco na mala do carro com uma muda de roupa, fraldas e toalhitas e de lá já não sai! :-D

beijinhos
e as melhoras para os dois

Costinhas disse...

Quanto à cadeirinha, digamos que de cinzenta passou a castanha e que foi direitinha para a máquina de lavar assim que o miúdo saiu da banheira :)

Meninas... não repitam isso em casa! :p

Fitinha Azul disse...

um grande UPSSSSSSSSSSS

LOL

Eva Lima disse...

Tenho a sensação que até sinto o cheiro....

mamã vera disse...

Será que há 2ª aprendes??!! lol

Beijocas grandes

Bala disse...

Eh!Eh!Eh!

Só de imaginar, desmanchei-me a rir.
Claro que não tem graça nenhuma,mas.....Visto de fora.....

Bjinhos cheirosos!

ana disse...

há que manter a calma. há que manter a calma!

Ana Raquel disse...

LOL, que bela descrição.. Só rir!
Beijinho*

Margarida Atheling disse...

Ui...

Espero que não te esqueças, mesmo! ;D

Bjs

mamã Xana disse...

AHAHAHAHAH!
Desculpa, mas não consegui deixar de rir! :P

Cristina disse...

LOL. Muito engraçado! Para quem estiver a ler, é claro...

Bjos

Cristina

Susie disse...

Eu tive um episódio com o mais velho como o que descreveste coma Joana. Vamos lá ver se não caio no mesmo erro com ela... este post fez-me lembrar esse facto!

ih, ih, ih... o que eu me ri!

sofia disse...

"melher":estou de escala na loja, não me posso rir a ponto de "borrar a maquilhage", Isto não se faz!