sexta-feira, julho 10, 2009

De hoje a uma semana...

por volta desta hora, estarei a despedir-me da miúda no aeroporto. A viagem é para Londres, uma das cidades de que mais gosto e da qual tenho tantas saudades. Vai viajar sozinha (acompanhada por uma hospedeira obviamente) para lá e para cá, para passar dez dias com uma das suas melhores amigas e os seus pais. A primeira vez que andei de avião também viajei sozinha e ainda tive de fazer uma escala em Frankfurt. Ainda hoje acho que consigo ver a cara de preocupação da minha mãe e o rol de recomendações que me deu. Lembro-me também do ramo de flores que tinha à minha espera quando cheguei ao destino e dos amigos que me foram esperar ao aeroporto com um cartaz enorme no regresso. Lembro-me da emoção toda que senti. Tinha dezassete anos. Ela tem cinco. E agora, conforme vão-se aproximando os dias e depois dos avós já terem entrado em stresses antecipados, sinto-me estranha por não sentir os mesmo stresses. Sinto-nos quase como uns aliens por não nos fazer confusão ela ir sozinha. Mas no entanto a ansiedade para saber como é que ela vai viver esta aventura é imensa e cresce exponencialmente com o avançar dos minutos. Estou ansiosa. Mas por recebe-la no aeroporto e ouvir todas as novas histórias que vai ter para me contar. [E já agora, malta que repara os aviões da TAP, façam-me lá um favor gigante e verifiquem duas vezes todas as porcas, parafusos e chips para ver se está tudo ok, pode ser?! Agradecida!]

38 comentários:

ana disse...

jà disse milhões de vezes que não tenho filhos e, por isso, aquilo que penso agora pode ser absolutamente diferente do que pensarei quando os tiver. Mas quer-me parecer, pela minha forma de estar, que vou ser tão alien como tu. Saber que ela vai estar bem entregue, que a felicidade dela por saber que vai, que vai passar dias fantásticos e que a memória há-de dar-lhe o enorme presente de nunca mais se esquecer desta grande aventura é superior a todos os receios. Mais do que ter medo, quero ter filhos com a confiança necessária para se lançarem, com vontade, em experiências assim.

Parabéns. A vocês dois. Por terem sabido dar à Joana essa confiança e por serem capazes de a ter também. E isto não é, de todo, uma critica aos pais que não pensam/sentem da mesma forma.

Também estou ansiosa por saber como correu. Tudinho!

buggy disse...

nalgumas coisas sou muito alien, mas nessa acho que já teria metido uns 20 xanaxs para o sistema e ainda estaria a sentir nervoso miudinho na mesma! :-DDD

Sandra Brema disse...

Eu nem a de 11 anos, quanto mais a de 5...ehehehe

Mas admiro a vossa maneira de pensar!

Bjinhos e bom fim de semana

Sandra Brema disse...

Ah ,mas sempre quero ver se esse "não stress" vai até ao fim!

seastar* disse...

Lá nisso tb sou assim, muito descontra.
Tb era capaz de deixa-los ir sozinhos com a hospedeira, mas ia ficar nervosa isso ia... Pelo simples facto que tenho medo de aviões...
Espero que ela se divirta muito!
Bjs

susyruth disse...

uma miúda mt à frente! e o que se quer é no stress mesmo... eles cresce tão depressa :))
bj gd

Paula Oliveira disse...

Hummm não sei se reagia assim tão bem... acho que ia mais pelos 20 Xanax... não te preocupes que eu vou dar uma achega ao pessoal do handling da TAP eheh beijocas

Maria disse...

Que bom que é ter uns Pais assim.. Que também dão todo o espaço para eles crescerem...:)

Que ela aproveite muito.

beijinho.

Cris disse...

Mas que coragem!....... Parabéns!

Cris

BAd disse...

Ai que emoção...
Mas será que não posso ir com ela?!
Londres é a minha cidade, lá sinto-me em casa...
Eu bem que lhe podia ir fazer companhia. Podia, certo?!
Beijinhos e descansa que voei pela TAP há pouco e não havia nem um parafuso fora do sítio. Beijinhos

Costinhas disse...

BAd podes claro, ainda há lugares vagos :)

[há... e já te descobri :p]

kombi disse...

eu não sou capaz de dar essa "liberdade" ás minhas filhas, não que queira ser egoista, que não queira que cresçam, mas acho que nos dias de hoje estão se a educar crianças para serem demasiado independentes, e será que isso é bom?

na minha opinião( e aqui é mesmo a minha opinião,talvez pq cresci numa familia unida e tradicional) acho que as crianças de hoje não têm estrutura familiar ( e isso verifica se em crianças que os pais tiveram uma familia não tradicional) , ora vivem com os pais, ora nos avós, nos amigos, nos vizinhos......quando crescerem penso que vão se adaptar ao mundo de uma forma egoista e sem conceito da família/amigos ( já se vê isso na geração dos miúdos de 12/15 anos, não sei como será nas gerações seguintes).

aos 16 anos sim acho que já é uma experiência saudável o facto de viajar para um pais diferente e sózinho,pois com essa idade além de já ter a sua estrutura familiar necessita de se descobrir.

boa viagem, e que a experiência seja boa, tanto para a Joana como para os pais.

Bekas C. disse...

Vai ser uma aventura e pêras!! Mas vai correr tudo bem!
;)

nat disse...

Tinha 9 an os quando voei sozinha pela 1ª vez para passar um mês de féria com os meus avós. Está certo que era uns anitos mais velja que a Joana, mas ainda hoje me recordo da emoção que foi! Além das atenções todas da equipa de cabine, todos os miminhos que me deram foram incríveis, até de "buggy" andei pelo aeroporto fora.

Acho que ela vai ADORAR!!!

Mamuska disse...

Pois...acho que nem todos os pais conseguiam... ainda não sou mãe mas acho que nessa idade ainda ficar super preocupada! Vai tudo correr bem! :)
Beijoss

Maria disse...

Eu sempre viajei sozinha! A primeira viajem que fiz com os meus pais foi qdo me foram levar aí fora para ir para a Universidade! :)

Viajei pela primeira vez tinha eu 6anos. Fui passar 2 semanas fora! Adorei! Depois viajei aos 7 e aos 9perdi o avião porque não ouvi chamarem pelo voo e a hospedeira era uma incompetente q pelos vistos estava c pressa (já foi há muitos anos e as coisas era diferentes, n te preocupes)e mesmo assim correu tudo bem. Arranjaram-me um outro voo e lá fui eu munida de bolachas e brindes que me deram para calar o problema! LOL

Aos 12 fui para a América e por aí fora.....correu sp tudo mto bem!

Parabéns pela decisão que tomaram ela vai adorar e se vocês são uns aliens imagina os meus pais à uns 20 atrás, eram doidos!!!!!

Bjs

S disse...

Ui! Eu admiro imenso a tua coragem de mãe, mas eu acho que não conseguia... nem com 20 Xanaxs...
(mas se a minha tivesse uma oportunidade dessas e eu lha negasse por galinhice ia ficar muito envergonhada comigo mesma...)
bj

Sofia disse...

Olá,

Sinceramente admiro a coragem por duas coisas:
- Deixar ir um filho tão pequeno para tão longe, com amigos;
E por último deixar ir um filho para o sitio com mais casos de gripe A... é preciso coragem...

Se calhar também não seria mal pensado que quando a Joana chegar, ficar de qurentena pelo menos 1 semana em casa (periodo de encubação do virus) para se perceber se foi contaminada ou não. Porque ir para a escolinha e poder por os outros também doentes não.

Bj
Sofia

Eva Lima disse...

Ai,ai...bjs

Sophie disse...

Ai tantos dias...
Ai que emoção... :)

A minha pergunta seria logo: e ela quer ir?

Mar disse...

Eu deixaria o meu ir, com a idade da Joana, se ele quisesse.

Acho óptimo para todos. E acho que é com passos destes que se educam crianças autónomas, confiantes, seguras, desenrascadas. Livres. Crianças que, se algum dia alguma coisa correr mal, vão saber reagir melhor e mais rápido do que as hiper-protegidas.

Que ela se divirta muito, que cresça muito (cresce-se tanto a viajar)!!!

Beijos!

Miragem disse...

Ai... Ui...
Bem, ela que se divirta muito!!

Beijos nossos

Bala disse...

Eu, confesso, que aproveitava a desculpa para lá ir.....
Nem sou muito galinha, mas aos 5 eles ainda são "pequeninos".
Claro que a Joana vai adorar a experiência. Disso, não tenho a menor dúvida!

E seja o que Deus quiser!

Bjinhos

Paula disse...

Eu confesso, nem com 100 Xanaxs, hehe.

Boa viagem para a Joana e espero que ela se divirta muito e traga muitas histórias para contar.

Beijinhos

A Rainha disse...

Por aqui... há quem ande a contar os dias... para a chegada da Joana!!!

E ela vai ter cá uma surpresa!!!! Estamos à espera dela para ir a im sítio fascinante para os miúdos e para nós!!!
;)


Beijos!

mamãmarta disse...

Atenção à gripe A Há hoje mais um caso confirmado na madeira, de uma criança acabada de regressar de inglaterra.
E lembrem-se das outras crianças que andam com ela na escola!
Ela também pode ir para o ano que vem...

Mother_24 disse...

Epa dos 17 aos 5 ainda vai muito ano pariga! TU ÈS LOUCA?

Não a sério, o que andas a tomar?
Eu ou dava-me logo um treco ou ia escondida na bagageira (ou lá como se chama)

jocas

Fitinha Azul disse...

olé!

Ora bem, todas as crianças são diferentes, têm vivências diversas assim como os pais e quem melhor do que os pais para conhecerem cada filho... por exemplo neste momento o meu com 9 anos, e muito menos a mais nova que anda agarrada à minhas pernas, não iriam nessa aventura mas os meus filhos são assim... um dia que queiram "voar" eu deixo:)

Belita disse...

Eu NUNCA conseguirira deixar o meu filho de 5 anos fazer essa viagem, sozinho e muito menos de avião!

Louvo-te a coragem!

Ana disse...

Aqui está algo para o qual não estou preparada...ui...

Lúcia disse...

Eu n deixaria ir pela viagem em si pq tive um grande susto há um mês e pode acontecer o mesmo e não era capaz de não estar lá... e se ela se assustava, acalmava c quem? Mas pelo caso q tive ha pouco tempo, não pela Gripe A ( q ja ha em Portugal pelo q a probailidade de apanhar é quase a mesma ).
Não critico nem aplaudo que cda um é como cada qual e isso depende e muito das crianças em si ( e claro dos pais ).
Vai se divertir à grande, disso n há dúvidas :)

Time Traveller disse...

Ela vai ADORAR!!!!! :)
E agradecer-vos a vida toda! :)

Tânia disse...

Ela vai delirar...

Soph disse...

A vida é dos OUSADOS!!! :)

NEM MAIS!!!

100% de APOIO ABSOLUTO E TOTAL!!!!

Vai ser o máximo!!!

... e na vida o que fica?!

As LOUCURAS E AS AVENTURAS... verdadeiras e cheias de AMIGOS E FAMÍLIA!

Yeahhhhhhhhhhhhhhh!!!

EM GRANDE! :)

Asas de Anjo disse...

Uauuu eu acho que eu é que devo ser um Alien, eu jamais deixaria ir uma das minha filhas fazer uma viagem dessas com essa idade sem mim, acho que nem para o Norte do Pais eu deixava a ir sozinha, jamais.

Para ela lá estar eu tinha que a levar e tinha que a ir buscar, agora sozinha e somente com 5 anos, depois de tudo o que se ouve, nunca, mas nuca, ok acho que definitivamente eu é que sou um Alien.

Beijinho e espero que corra tudo bem

rosinha_dos_limoes disse...

UAU!
Não sei se és um alien mas de certeza que há muita gente que age diferente de ti ;o)
Eu não ponho essa hipotese ... mas sei lá, se calhar numa ciscunstância muito especial e que achasse que não se ia repetir mesmo nunca (tirando a parte de que a idade não se repete), quem sabe, nunca digo nunca!
Mas acho que há muitas experiências novas e desinibidoras por aí antes de experimentar uma viagem de avião sozinha ;o)
De resto também não sou de ficar ansiosa ... além do mais entrega-la na mão de uma pessoa que a entregará na mão de quem conheces, não vejo riscos nenhuns nisso.
O que eu acho é que as minhas filhas, mais do que o medo eventual de viajarem sem alguém conhecido, era a VERGONHA de viajar com alguém que não conhecem LOL E claro, não se força uma coisa destas mesmo que seja com o intuito deles perderem a vergonha ;o) (manda-se antes pedir a conta do café e pagar ;o))
Uma coisa é certa ... a Joana vai-se divertir IMENSO (e tu vais ficar cheia de inveja hihihihi)

(A Manutenção e Engenharia da TAP é conhecida como sendo das melhores ;o))

Paula disse...

Pais confiantes educam filhos confiantes e seguros. Acho que é tão bom ela perceber que não há receios desnecessários, que é importante e que os pais reconhecem que é importante ela "voar" sozinha e ir conhecer outras realidades. A parte do contrar as estórias da viagem vai aproximar-vos tanto. Os meus pais foram assim e só me fez bem. Espero ser também assim e agir de modo a não transmitir os meus receios (eventualmente legítimos) aos meus filhos.
Boa viagem Joana!

Tita disse...

Admiro a tua coragem!
Admiro muito!
Eu nunca seria capaz.
bjs