sábado, novembro 14, 2009

Quentes e boas...

A Joana queixa-se que lhe dói a cabeça novamente e eu sugiro-lhe que deixe o computador. Ela desliga-o, vai para o sofá e liga a televisão num dos canais de desenhos-animados. - oh Joana, se te dói a cabeça, não é boa ideia ires ver televisão! - porquê? - em tom desconfiado - dói-me a cabeça, não me doem os olhos!!! [e hoje fizemos a sesta os três, ela porque lhe doía a cabeça, ele porque sim, e eu porque ele quer sempre alguém ao pé dele e não fui capaz de me levantar quando já podia.]

7 comentários:

Henriques disse...

e é tão bom... sabe mesmo bem!

icamila disse...

O meu também é dos que quer sempre alguém ao pé dele.

Durante dois anos e meio tentei de tudo para que adormecesse sozinho, como a irmã sempre dormiu. Quando já não sabia mesmo como fazer tentei inspirar-me na literatura. Tracy Hogg, Elisabeth Pantley, até o Estivill, foram alguns dos nomes a quem recorri.

Tudo isso resultava por algum tempo e depois tínhamos que recomeçar. Até que ele passou da cama de grades para a cama normal, e aí tive que me dar por vencida. Ele tem um temperamento demasiado forte, e eu acabei por ceder.

Mas uma coisa é certa, ao fim de dois anos e meio de exclusividade agora que recomecei a trabalhar e passo muito menos tempo com eles, tenho que confessar que me sabem bem estes inícios de noite a três...

à noite estão mais mimalhos do que nunca, deixam-me dar-lhes os abraços, beijos e mimos que quiser e adoro estar ali no meio, sentir-lhes a respiração quente, o cheirinho delicioso, os corpinhos mornos...

Apesar de reclamar que eles deviam adormecer sozinhos, sei que ainda vou ter saudades desste tempo!!

Soph disse...

Os 3 no sofá!!!! :)

Excelente programa de sábado!!!!!!!!!!

Rita (a minha pequena lua) disse...

ontem fiz sestinha com aminha :) e que bem soube!

Mãe(q.b) disse...

LOL esta joana, ai esta joana :)

hummm sestas a 3 sabem bemmmmm :D nós por cá tb disfrutamos duma :p

jocas

Monica disse...

LOL
Mai nada :D

rosário albuquerque disse...

expressões que me fazem rir e chorar ao mesmo tempo: "... não fui capaz de me levantar quando já podia."