quinta-feira, agosto 26, 2010

Nem a propósito...

(do post anterior)

Toca o telemóvel e do outro lado a voz, de um deles, ansiosa por me contar a última aventura.

- Mãe, acabámos de fazer doce de amoras!

Apanharam dois sacos cheios, lavaram, puseram no tacho, o Miguel acendeu o lume e a avó mexeu.

Doce de amora, hum! A mãe agradece.

[Já agora peçam à avó para cozer pão no Domingo para trazerem e comer-se com o doce.]

3 comentários:

Monica disse...

NHAM!!

kombi disse...

ai que delicia....tenho na minha memoria momentos doces desses, com muitas amoras, tomate, figos hummmm...no meu caso são momentos com a minha mãe, infelizmente só conheci a minha avó materna e apesar de viver na casa ao lado da minha era limitada devido á idade já bem avançada....tenho outras recordações com ela :D

Rita (a minha pequena lua) disse...

que delícia!