sexta-feira, setembro 10, 2010

Histórias de Terror...

O pai chega a casa e vem a falar com ela. Eu continuo o 12353º jogo de futebol alternado de ténis com o miúdo e já me doem os pés de lhe defender os remates. Despedem-se pai e filha e recebo eu o auricular por troca da bola.

- estou mãe?!
- olá filha, então que tal?
- olha mãe, tu vais mesmo de ter de dizer a eles que se voltarmos às grutas e eles apagarem as luzes para contarem histórias de terror eu não posso ir, está bem mãe? Dizes mesmo "a Joana não pode ir" ok?!
- tiveste medo foi Joana?
- sim e chorei porque eles assustaram-nos! Mas não era a sério mãe, era só uma gravação, mas eu não gostei. Já decidi que quando for crescida não vou gostar de histórias de terror!
- e a I. também se assustou?
- também e quis vir-se embora, mas eu expliquei-lhe que era tudo a fingir, que não era a sério, mas olha que eu chorei e ela também! Era só a brincar mas meteu mesmo muito medo! Dizes a eles bem mãe?

Não sai nada à mãezinha dela... nada!

5 comentários:

Rita (a minha pequena lua) disse...

epá eu na idade dela detestava histórias aterrorizadoras, mas nos meus 14 aninhos... ai sim, vibrava, quanto pior, melhor!!!! e aos 16 e aos 18... adorava! agora, nem por isso, outra vez!

Helena Barreta disse...

O pá, tadinha. Nunca gostei de histórias, filmes e cenas de terror.

Um beijinho, Joana.

Mãe(q.b.) disse...

lol tadinha :)

jocas

Rita disse...

Conta lá, tu também tapas os olhos e deixas só uma frestinha para ver? E aproveitas para te agarrar à outra metade com a desculpa do "isto mete-me muito medo"? Ou sou só eu que faço estas figurinhas? :P

Costinhas disse...

Rita, eu tapo olhos, ouvidos e se puder saio da sala e peço para me chamarem quando acabar :p

Se não puder sair enfio-me o mais que puder no sítio onde estou sentada e vou perguntando: já está? já passou? :p

Isto é válido para tudo o que implique lutas de qualquer espécie porque de terror simplesmente não vejo :p