terça-feira, setembro 21, 2010

O ano passado...

só saíamos do carro para lhe abrir a porta, dar-lhe um beijinho e lá ia ela sozinha para a escola, umas vezes atravessando a estrada outras não.

Este ano...

encostamos o carro e ela sai sozinha, dá-nos um beijo pela janela e lá vai ela para a escola, umas vezes atravessando a estrada outras não.

Não foi ainda ontem que ela nasceu?


[as portas de trás do carro andam destrancadas desde Julho e eles orgulhosos por isso]

7 comentários:

mamie2 disse...

Já experimentamos essa receita o ano passado, em dias de muita, mas mesmo muita pressa! :)

Palavras disse...

A crescer tão depressaaaa ;)

Bj a crescer

Rita (a minha pequena lua) disse...

crescem depressa demais a meu ver... mas é bom sinal!

Mãe(q.b.) disse...

ai ai... (suspiro) e pelos vistos não param mais de crescer humpf

jocas

kombi disse...

ou será que não são os pais a promoverem um crescimento acelerado?

não quero com isto dizer que os temos que ter sempre "debaixo da nossa asa", mas os dias de hoje exigem tanto dos pais como das crianças que acho que se está a perder tanta coisa com este viver rápido demais.

por aqui tb as portas andam destrancadas já há uns anitos,no entanto ainda sou eu que se abro a porta, lhe dou a mão, a atravesso a rua e lá vamos para a escola, lá dentro faz-me adeus e eu fico com aquele momento guardado no meu coração.....nesta vida é só isso que se leva.

Costinhas disse...

kombi, nós guardamos esses momentos descontraídos na hora do ir buscar. À hora de saída não há pressas de regressar a casa. Podem ficar a brincar na escola mais tempo se quiserem, vamos ao jardim, ao parque ou fazer outra coisa qualquer :)

E este momento de a ver ir para a escola sozinha também cá fica guardado, também me enche o coração e é esta autonomia que lhes quer(em)o(s) incutir e que incuti desde sempre.

No entanto as saudades deles bebés hão-de ficar para sempre, mesmo quando já o tiverem deixado de ser há muitos e muitos anos :)

Cláudia disse...

Não sei como consegues... T
enho de me mentalizar que em breve tenho de começar a deixá-la à entrada da recepção e não à entrada da sala de acolhimento...

Mas fico naquela, será que ela vai mesmo?... não vai dar um "vaipe" qualquer ou distrair-se com alguma coisa e vai para outro lado?..

Tenho de me mentalizar... Tenho de me mentalizar!!!