quinta-feira, setembro 30, 2010

Ora deixa lá ver, sobre o que é que falo hoje...

Sobre...

medidas de contenção ou birra descomunal sem razão do mais novo? menos dinheiro na conta ou choro ininterrupto durante quinze minutos? como sobreviver sem deprimir num país em crise ou como manter a condução segura numa crise de histeria infantil?

O melhor é ficar caladinha. Assim como assim, ambas estão a tornar-se muito mais habituais do que gostaria.

E não me parece que nem uma nem tenham os dias contados...

14 comentários:

Célia disse...

Subscrevo....

Luz de Estrelas disse...

Deixa- o lá. Hoje há muitos portugueses com birra. Chuuac!!!

Palavras disse...

Se cada um de nós lhe mandasse um estalo podia ser que ele caisse e nunca mais se levantasse, sim hoje só me apetece manda-lo á fava.....

;(

Ana Sofia Santos disse...

a diversão ainda agora começou...ironia claro :)

Rita (a minha pequena lua) disse...

eu acho que hoje, grandes e pequenos temos direito a fazer grandes birras...

A mãe que capotou disse...

Birras ?
Não sei do que é que estas a falar.
Não conheço.

Mãe(q.b.) ao quadrado disse...

Junta-te ao puto e faz tb uma birra desalmada... de prefeencia junto á porta de casa do nosso primeiro... aliás devia ser uma bela manisfestação, não achas?

jocas

Mae Frenética disse...

São varios tipos de desgraças, com varios tipos de dimensoes! :))

sbn disse...

bela ideia aqui da Mãe qb ao quadrado: que tal mandar todos os putos de mau-feitio ao mesmo tempo para casa do nosso PM? era a nossa vingança pelo "presente" de ontem!!

Costinhas disse...

eu preferia pô-lo a ele e aos outros todos que nos puseram neste estado - porque a culpa não é só deste, mas das asneiras que foram feitas nos últimos anos - viver um mês com os rendimentos de um reformado típico.

E nem precisava de ter de ir comprar medicamentos...

Costinhas disse...

e afinal ainda bem que não fui dar autorização a esta malta para enfiar os narizes empertigados nas minhas contas e dos meus familiares... ia servir de muito, ia.

Depois digam se não são espertos: primeiro pedem para ignorarmos o sigilo bancário e depois cortam-nos o benefício na mesma :p

sbn disse...

ai íam comprar medicamentos, íam, que a minha vontade era de lhes amandar umas pauladas para os deixar bem partidinhos!!! :-P

sbn disse...

ah pois, nem autorização nem dados bancários (desactualizados, que eles queriam os de Dezembro!!)! ainda bem mesmo que não me dei a esse trabalho...

mamie2 disse...

Coitadinho do miúdo! Já sentiste bem o "tempo" que está hoje! Anda tudo numa birra contagiante, com ares de completamente perdidos e sem rumo!

bjocas