domingo, agosto 07, 2011

Das coisas que não podem faltar...





Agora é a minha tia Celina que trata de vir aqui a casa encher as jarras com as flores e plantas que colhe do seu jardim. Em Lisboa, é raro ter flores dentro de casa. Sabe-me bem receber de quando em vez, mas comprar não me faz sentido. Gostava sim, de poder colhê-las dos canteiros e enfeitar as jarras com elas. Em tempos, quando realmente tinha tempo para cuidar deles (dos canteiros), colhi muitas túlipas, coroas imperiais, narcisos e outras variedades de fácil manutenção, mas agora apenas umas coroas imperiais mais teimosas continuam a brotar quando chega o seu tempo e tenho um saco de bolbos de túlipas que um amigo me trouxe da Holanda guardado para plantar há já um ano e não há meio de arranjar tempo para o fazer.

Quanto finalmente me tiver visto livre das obras é algo a que quero voltar a dedicar mais tempo. Porque flores em casa transformam por completo o ambiente. Especialmente quando nelas vemos os frutos da nossa dedicação.

3 comentários:

Anna^ disse...

Ao ver estas hedrangias, deu-me tantas saudades do quintal da casa dos meus pais...eram o orgulho do meu pai.
beijinho

Tita disse...

Delicia!!

Mãe(q.b.) ao quadrado disse...

Podes crer! e uma casa com flores é tão acolhedora!

jokas