sexta-feira, outubro 21, 2011

Se calhar a música não faz bem às criancinhas...


No carro, a ouvir uma música cheia de pedalada, da pesada e basicamente só baixo e bateria.

- mãe, eu quando for crescido vou poder tocar assim em espectáculos?
- se trabalhares muito para isso, sim.
(pausa)
- pois, vou ter de fazer aquelas coisas com tinta que não saem mais para conseguir tocar assim, não é mãe? como é que se chamam  aquelas coisas com tinta que não saem mais?
- quais coisas filho?
- aquelas coisas que têm agulhas! é com agulhas, não é mãe?
- agulhas? tatuagens? tu estás a falar de tatuagens?
- sim é isso! mas só posso fazer quando for grande, não é mãe? porque dói e as crianças depois fazem birras, não é mãe?

Será que ele não simpatizaria com flauta transversal? Ou violino? Ou oboé...

8 comentários:

Anna^ disse...

ahahahahahahah
Ele é tão engraçado com as associações que faz!

bom fds :)

InêsN disse...

olh'ó preconceito! e porque não um flautista ou violinista cheio de tatoos?? :D

Costinhas disse...

oh Inês, mas tu já devias saber que eu cá sou muito pão pão, queijo queijo!

O ballet é para meninas, o futebol é para meninos e as tatuagens são para os metálicos. E mai nada! :p

Anna^, somos duas :p

Mónica disse...

Olha, quando fizeres audições para guitarrista, avisa-me que mando o meu loooool
Qual flauta qual quê! :D

Mãe(q.b.) ao quadrado disse...

Eu cá tenho um baterista cá em casa, mais um bocadinho juntamos uma banda :p

ah ms sem tatoos ok!

jokas

Tita disse...

ahhahahahah sou fã do teu Miguel!

nat disse...

Miguel rocks!!!

Kella disse...

Os meus já querem é piercings...até tiram aquelas pecinhas metálicas que agarram as peugas quando vêm ainda no pacote e andam com aquilo na sobrancelha, no lábio, etc...oh dear!!!