segunda-feira, junho 11, 2012

Saber esperar...

No fundo a vida mede-se em esperas. Algumas são propositadas, outras impostas, umas saboreiam-se, outras desesperam-nos. É suposto atravessar todo o tipo de esperas como se fossem coisas normais e inerentes à nossa condição de ser vivo, mas a verdade, é que atravessar momentos de espera impávidos e serenos é uma prova dura e exigente.

tic. tac. tic. tac.


É preciso saber esperar, sim. Mas mais do que isso é fundamental viver-se enquanto se espera como se de nada se estivesse à espera.

5 comentários:

Mãe ao quadrado disse...

Saber esperar é uma virtude quem nem sempre se nasce com ela... mas ás vezes não há outro remédio!

Deixas-te-me curiosa, aliás andas com uns postes muito estranhos mau mau mau maria! o que é que me anda a escapar :p

jokas

Helena Barreta disse...

Que o que esperas não te faça desesperar e surja rapidamente, até lá, tranquilidade.

CLS disse...

Que alcances o que tanto esperas!:-)
Um beijinho.
(viste o meu mail da semana passada?)

* disse...

Espero que corra tudo bem. Quase nunca deixo comentários mas visito-te quase diariamente ainda...

bj



Sandra (Guga2004)

Luna disse...

seja motivo da espera, seja pelo menos por boas noticias, diz lá o que é pessoal já está ficar crurioso.