sexta-feira, fevereiro 02, 2007

Há dias...

que me apetece bater com a porta. Mas sempre me mostraram que o caminho é ir à luta, fazer finca-pé, não desistir. Eu acho que tem de ser por aí, mas ando sem forças. É tão mais fácil não fazer nada. Deixar andar... [não estou a falar de doenças]

12 comentários:

mamã Diana disse...

Pois é muito mais fácil não fazer nada. Mas tu não vais desistir, pois não? Porque tudo passa.

Beijinhos grandes.

mãe babada disse...

Há dias assim...
Espero que tudo se resolva.
Beijos

carla disse...

Pois...Lembraste de uma tonta parva que a semana passada te disse assim: só me apetece desistir e abandonar o barco, estou tão farta desta vida!!!!

Mas as forças voltaram, passa logo a seguir...é pensarmos um bocadito e lutarmos!!!

Beijocas

CLS disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
CLS disse...

Depois de uns dias sem te ler e ao ler estes últimos posts, só dá para pensar: "aquilo não anda fácil!"
Ânimo, mulher, vamos a enxotar as nuvens negras!
Um beijinho e as melhoras dos teus pequeninos.

Amores Perfeitos disse...

opá.... isso não está fácil... mas vai melhorar muito rápido!!!


as melhoras do Miguel e um beijo enorme p ti

Ana disse...

vou comentar aqui tudo: o Martim também foi aconselhado para esse estudo (a ser desenvolvido com uma univ inglesa não é?)

Posso-te dar o nome do nosso alergologista, que por acaso é o dir do serviço de imunoalergologia da estefânia

O ventilan, estranhamente, ao Martim não altera o comportamento (bom para mim!)

Esta noite também me pareceu estar com respiração diferente, mais afectada e acelarada. Até comentei isso com o pai dele

Vai dando noticias

xxx

A

Monica disse...

Há alturas assim, há, mas não te estou a ver desistir e ir pelo caminho mais fácil ;)
Beijocas

Marta disse...

Deixando andar ou não, há um dia em que tem que se fazer alguma coisa (ou por sorte pode tb alguma coisa mudar).

não ajudei nada pois não?! È que n são raras as vezes q tb me deparo com a mesma situação...

Força, beijos

buggy disse...

como disseram atrás de mim, o deixar andar um dia termina e é mesmo preciso tomar uma decisão...
bater c a porta pode ser uma delas, mas, na minha opinião, será sempre depois de esgotadas todas as outras hipóteses... é que mudar de ares (por mais tentador que possa parecer), às vezes a única coisa que traz é mesmo uma mudança de local, as chatices (as mesmas ou outras, tanto faz) continuam...

bem,... acho que não ajudei nada, mas pronto :D

vai tomar um chocolate quente e não penses mais nisso hoje... é sexta-feira! ;-)

beijinhos e (mais um bocadinho de) força!

Carla disse...

Força, ânimo, é Sexta feira, só falta um bocadinho ;)

Bom fim de semana!

Beijinho

Tânia disse...

Às vezes bater com a porta significa ir à luta... Desde que acabou a minha licença, e a cada dia mais e mais, penso em bater com a porta, numa parte da minha vida, mas falta-me a coragem para ir à luta... pelo menos por enquanto...