sexta-feira, fevereiro 02, 2007

Update...

O tratamento de choque parece ter funcionado e o rapaz passou uma noite sem alterações respiratórias, mas... muito activa! :p É que um dos possíveis efeitos secundários do Ventilan é a hiperactividade, e no Miguel esta manifesta-se duma maneira muito notória. Tanto, que da primeira vez que ele tomou este medicamento, eu fui ler a bula para ver se dizia alguma coisa sobre isso, porque o miúdo estava imparável. Passou a noite a rir e a querer brincadeira, assoprava-me as bochechas para que eu me risse, agarrava-se à cabeceira da cama para pular, enfim... uma diversão! :) Quanto às sugestões que me deixaram em baixo e as quais sinceramente agradeço, é assim: no caso do Miguel, estas crises estão mesmo associadas a factores alérgicos, disso já não há dúvidas (também não se podem dar certezas absolutas por causa de ser tão pequeno e de nestas idades tudo ir mudando com o crescimento). O que resta saber é como vai evoluir este quadro. Quanto à homeopatia, eu aqui me confesso muito céptica. Nestas coisas e embora abominando medicamentos e custando-me imenso dar-lhe já estes medicamentos cheios de efeitos secundários, ponho toda a minha confiança na medicina tradicional. Eu sei que pode ser uma grande contradição, mas o que é que querem... Eu também sei que há imensos casos de sucesso, mas ao mesmo tempo tenho alguma desconfiança. Será que me entendem? Se alguém conhecer algum médico homeopático de confiança eu até agradeço que me indiquem, porque é uma hipótese que não descarto, mas ao mesmo tempo, prefiro ver primeiro o que a medicina tradicional conclui antes de seguir esse caminho. Obrigada pelo carinho que me vão deixando, e desculpem as ausências, mas isto não tem andado mesmo fácil. Adenda: Entretanto falei com o pediatra para lhe perguntar o que achava de ele ser incluido no tal estudo, e ele disse que era mesmo para aproveitar porque era da maneira que lhe iam fazer todos os testes e mais alguns, e que ia ser seguido de uma maneira mais cuidada. Já estou a imaginar as picadelas sucessivas... ui.

11 comentários:

Sophie disse...

Força, rapariga!
Daqui a nada varrem-se essas doenças todas!

Patrícia M disse...

Médico homeopático não conheço nenhum e também tenho a mesma opinião que tu.
Conheço é uma excelente Alergologista Pediatrica, que me seguiu a mim desde os meus 3 meses(comecei cedo, também) e segue agora o meu Miguel há mais de um ano.
Se quiseres, é so pedir...

As melhoras...

Happy Days disse...

Fazes muito bem em fazer parte desse estudo. O meu pai fez um estudo que incluía todas as idades (desde bebés as adultos), e esse estudo incluía tratamentos termais... (que pelo que soube ficaram praticamente gratuitos para que aceitou fazer parte desse estudo). Posso dizer que o estudo revelou-se importante no tratamento de alguns problemas ao nível do sistema digestivo e respiratório!

Vais ver que num instante acabaram-se as doenças!

Bj*s

Margarida Atheling disse...

Ainda bem que melhorou!
Também acho que fizeste bem aceitar que o Miguel fizesse parte do estudo, assim vai mesmo ser seguido com muito mais atenção.
Mas estou certa que, rápidamente, esta situação vai deixar de ser um problema!

Beijinhos!

carla disse...

Portanto o Rodrigo ainda frequenta as consultas externas de asma pediátrica, como já te disse, fez análises algumas vezes, fez o teste do suor para despiste da fibrose quistica e foi sendo medicado por essa consulta, sempre com a mesma médica, vai dia 14 de novo à consulta e eu penso que ele vai ter alta!! Quanto à homeopatia, eu tentei...gastei um dinheirão e nele fez o efeito inverso e teve de ser internado( coincidência ou não, não sei) mas desisti logo e deixei-me ficar pela medicina tradicional....mas conheço casos de sucesso o caso dos miudos da Laura!!!

Beijocas

Bala disse...

Fico satisfeita por saber que o rapaz esteve melhor.
E quanto ao estudo, força!!!
Bjs e bom fim de semana

buggy disse...

sobre a homeopatia eu também era extremamente céptica mas há quase 8 anos atrás, a amamentar a minha filhota, apanhei uma valente constipação que me deixou à rasca da garganta... passei numa farmácia a ver se havia alguma coisa que eu pudesse tomar e que fosse compatível com a amamentação...
foi aí que me deram umas pastilhinhas homeopáticas. eu fiquei a olhar para aquilo muito desconfiada, mas pronto, resolvi tentar... foi tiro e queda! depois de tomar umas quantas pastilhas (eram de chupar de hora em hora) já não tinha tosse nenhuma. nunca nenhum medicamento teve um efeito tão rápido (e duradouro, a constipação passou e não re-incidiu) em mim!

mas realmente isso é muito relativo.. pode resultar nuns e noutros não, mas de qq forma fica aqui o testemunho. :)

as melhoras rápidas de ambos!

beijinhos e força!

Costinhas disse...

buggy, se calhar tomaste as mesmas pastilhas que eu tomo sempre que me vejo aflita!

Eu sou mais céptica não na toma ocasional de um medicamento, mas sim na suspenção de um tratamento tradicional por um homeopático nestas situações mais graves, entendes.

Nas constipações e gripes, para mim não existem cá ilvicos, antigripines e companhia. Há muito cházinho com mel, muita vitamina C e no caso de tosse as tais pastilhas!

Beijos!

Monica disse...

Pois... o Ventilan e o Celestone podem deixá-los hiperactivos e também provocam irritabilidade; o André andou muito rabujo nos 3 dias em que tomou o Celestone.
Felizmente não tem reacção ao Ventilan senão eram dias e dias de actividade extra hehe
Quanto à medicação também penso assim; não gosto de ter que lhes dar tanta "droga" ainda tão pequeninos (se bem que nunca lhes dei antibiótico, a Luísa tomou a 1ª vez no ano passado por causa duma amigdalite) o facto é que têm funcionado; as bronquiolites são tratdas com os nossos amigos A. e V. nos aerossóis e num estado já muito avançado entra o Cel. e esse sim, é uma "bomba" mas de facto resulta.
Acredito que a homeopatia seja muito menos "invasiva" mas infelizmente NADA relacionado com este tipo de medicina é sequer comparticipado pelo estado (já nem falo nos seguros...) pelo que acredito que também por isso muita gente não recorra.
O importante agora é que, com "drogas" ou produtos naturais o Miguel fique bom o mais depressa possível.
Beijocas e as melhoras

Loira disse...

Em relação aos medicamentos, acho q tens toda a razão. Não se devem tomar por-dá-cá-aquela-palha, mas, qd são necessários, são necessários e é tão mau não os tomar, como tomá-los em excesso. O meu irmão teve problemas respiratórios em pequeno, tb provocados por alergia. Foi medicado anos a fio... teves periodos maus, mas com a mudança de idade as coisas foram melhorando. Hoje, adulto, é raríssimo ter crises e só toma alguma coisa em caso SOS.
bj*

Gi disse...

Conhecer mesmo não conheço nenhum homeopata...
Conheço, e o meu sobrinho tem-se dado muito bem, é uma alergologista, mas ele já é mais crescido, mas desde que começou as vacinas deixou de ter crises e começou a fazer uma vida saudável.
É a mesma do M., não sei se ele continua a ir lá...