quinta-feira, outubro 04, 2007

Acabei de ler...

A Casa Quieta de Rodrigo Guedes de Carvalho e Luto pela Felicidade dos Portugueses de Rui Zink. Gostei dos dois, cada um no seu estilo obviamente. O primeiro, acho que o li exactamente na altura certa (porque acredito que há alturas certas para tudo). O segundo, ajudou-me a adormecer sempre bem-disposta. Comecei entretanto A Vida Inteira de Miguel Esteves Cardoso, mas desisti. Não me diz nada. Nem o conteúdo, nem a maneira de escrever. Vai para a prateleira à espera do tempo certo para ser lido. Entra em cena, Memória de Elefante de António Lobo Antunes. Vamos ver se têm razão.

7 comentários:

Monica disse...

Ai que saudades de ler!

Amores Perfeitos disse...

eu tava c curiosidade de ler o do Rodrigo Guedes de carvalho

buggy disse...

eu acabei de ler o "Canário" do Rodrigo Guedes de Carvalho... não gostei... cada vez mais colado ao estilo do lobo antunes, narrativa sem grande imaginação e a voz do narrador não tem consistência (o mesmo personagem ora fala com linguagem popular, com muitos palavrões, ora desata a descrever as coisas com uma linguagem literária cheia de floreados).
decididamente não recomendo

Mãe da Rita disse...

Não sei se li esse, esqueço sempre um bocado o que escreve o ALA... Gostei muito de algumas coisas que li na altura em que as estava a ler mas depois... ^Gosto mesmo das crónicas, são comoventes, ternas. Os romances só me agradam até certo ponto.

MC disse...

gosto muito do Lobo Antunes. por acaso o Memória de Elefante foi o que gostei menos

Eva Lima disse...

A Memória de Elefante foi o 1º livro que li de Lobo Antunes, na altura gostei tanto que li todos os que foram saindo até ao Fado Alexandrino. O Lobo Antunes de hoje já não me seduz. Só as crónicas e a entrevista da semana passada.

Sofia Quintela disse...

Nunca li nada do Lobo Antunes... e tenho tanta curiosidade... aconselharam-me a começar por esse precisamente, depois diz o que achaste.