sexta-feira, março 07, 2008

Há dias...

que me parece um crime trazê-la da escola. Observo-a às escondidas nas suas brincadeiras. Os risos soltos, o faz-de-conta tão real para eles. Perco-me a devorar-lhes as gargalhadas. Demoro a deixá-la descobrir-me. Hoje custou-me interromper-lhe os risos. Custou-me cada explicação pedida por cada menina que brincava com ela. Custou-me negar-lhe todos os só mais um bocadinho encenando uma pose irredutível. No carro, poucos metros depois, estranho o silêncio e espreito-a pelo retrovisor. Dormia com um sorriso de orelha a orelha. Aposto que encontrou uma maneira de continuar com a brincadeira.

6 comentários:

Soph disse...

:)
(isto comment é... simplesmente... um sorriso... um sorriso sentido, rasgado, aberto... feliz!)

sorrisos da minha alma disse...

Sem duvidas!
:-)
Bjs grandes

Tânia disse...

:)
Idem, ao que a Soph disse...
Com o adicional de essa sensação de que falas e que muitas vezes sinto me fazer sentir um misto de satisfação, por ter acertado na escolha da escola, e de um quase-ciúme...

Lúcia disse...

Quando chego à escola geralmente já restam muito poucos meninos além de que, apesar de ela gostar de lá estar, prefere sempre vir comigo ( mas já aconteceu várias vezes passar pela escola em dias de " não escola " e pedir para ir para lá )

Rainha disse...

Sim... nesta escola... os pais esperam pelos filhos!!! É que eles não querem sair!!!

Bom sinal!

Bjs

Gi disse...

tb sei o que isso é.
Mas tb é bom sinal ;)