terça-feira, setembro 02, 2008

Passear com os dois na rua...

é tê-la a dançar enquanto anda, a trepar os muros todos que encontra, a mirar-se nos reflexos que descobre, a saltar de todos os muros que trepou, a não estar calada um segundo que seja, a apanhar todas as flores a que consegue deitar a mão, a ficar para trás por causa da dança/dos pulos/das flores, por tudo e por nada. é tê-lo a correr à minha frente que nem louco, a trepar todos os muros que encontra, a chutar todas as pedras soltas, a saltar de todos os muros que trepou, a pontapear árvores/postes/vedações, a reclamar atenção a todos os instantes, a sair disparado na direcção de todos os cães que descobre, a pedir colo. E ainda há pouco tempo estava desejosa que começassem a andar.

6 comentários:

:) disse...

:s actualmente em vez do verbo "andar" deviamos utilizar o "voar"! Para mim nestas situações faz muito mais sentido... eles de facto mudam o nosso conceito de tempo e o de andar! E se por um lado isso é um pouco assustador por outro lado é bom... é muito bom vê-los e saber que eles estão assim... crescidos e felizes!

beijinhos
Ana Abreu
(venetocas.blogspot.com)

Clara disse...

Ali a Ana utilizou bem a palavra: o tempo voa!

Monica disse...

:D

Miragem disse...

Que seja isso que me espera!!
Vê-se que são uns meninos felizes!!
Antes isso so que aqueles putos que não andam nem deixam andar e se atiram para o chão aos gritos e lágrimas de corcodilo...

Beijos nossos

Mother_24 disse...

e a alegria que eles fazem isto tudo... ás vezes tb gostava de ser criança para desfrutar novamente destas pikenas coisas, ai ai

jocas

Mãe das Borboletas disse...

hihihi...deixa lá antes assim, é sinal de saúde!