terça-feira, julho 13, 2010

Em modo non-stop...

mas porque é que nascemos bebés e depois temos de morrer? e porque é que crescemos? e como é que vivemos se quando apareceram as primeiras pessoas eram todos bebés e não havia crescidos para dar comida? o que é que comiam se não havia mamãs para dar maminha? e os gelados são feitos mesmo de bichinhos? [os tais que estragam os dentes dos meninos que não os lavam] e o que é que nos acontece quando morremos? e como é que nasceu o primeiro bebé se não tinha mãe para estar na barriga? e como é que crescem os ossos? os carros também morrem?

E é dos que não se contenta com uma explicaçãozinha de nada ou que se deixa enganar pelo olha ali aquela mota/carro/nuvem tão gira!, não, temos de dissecar cada nova informação que lhe é dada até ao limite e, quando achamos que já está satisfeito, volta ao ataque com outra pergunta qualquer.

As nossas viagens de carro nunca são monótonas. Muito menos silenciosas.

5 comentários:

Mãe(q.b.) disse...

Oh mulher tu dá-lhe uma enciclopédia prás mãos mas é :D

jocas

Helena Barreta disse...

Pode orgulhar-se do seu menino, faz perguntas pertinentes e não se dá por satisfeito enquanto as suas dúvidas não ficarem esclarecidas.

O Miguel tem espírito de filósofo, questiona-se, não dá nada por garantido, só porque sim, é interventivo e, se ainda não tem, vai ter de certeza sentido crítico muito apurado.

Beijinhos

Time Traveller disse...

E quando ele descobrir que o detergente para a roupa tem glutões que papam as nódoas?! Looool

Rita (a minha pequena lua) disse...

são mt exigentes Sandra. mas é bom sinal!

1gota disse...

A isso chama-se: crescer! :)
Às vezes lembram-se de perguntar cada coisa que até ficamos atordoados. Mas sendo o segundo calculo que seja mais fácil de ter a resposta na ponta da língua!

:*