terça-feira, julho 27, 2010

Eu não fui feita para fazer dietas...

Há quase duas semanas estive a um bocadinho assim de começar a minha primeira dieta de emagrecimento na vida. Estive, mas não passou de uma simples tangente à ideia.

Antes que os que me conhecem me venham dizer mas tu precisas de dieta para quê?! Eu explico: Eu não queria fazer dieta para ficar esquelética, eu queria a opinião de um nutricionista sobre os nossos hábitos alimentares e de caminho perder dois quilinhos que parece que não querem sair de jeito nenhum e que me fazem as calças ficarem mais justas e a barriga notar-se mais.

Em idade adulta sempre me considerei uma pessoa normal, nem magra nem gorda, simplesmente normal. O meu peso sempre variou pelos mesmos valores: 58-61 kg (o que para quem tem 1,62m não é mau) sendo que era bastante musculada logo mais pesada do que realmente parecia.

Com os anos e o facto do único exercício regular que fazia ser levantamento de bebés e correr atrás deles, o músculo foi ficando menos tonificado, as dores das costas reapareceram e fui-me começando a sentir com menos resistência. Assim sendo, o ano passado regressei ao ginásio e as melhorias de postura e de tónus muscular não se tardaram a sentir.

No entanto, e principalmente nos últimos meses, percebi que o corpo já não responde tão bem às oscilações de peso habituais em mim, ou seja, para cima era sempre a abrir mas para baixo... nem por isso.

Assim e como a nossa dieta habitual é bastante saudável mas a idade já exige outros cuidados, queria saber quais os meus maiores erros e ver onde poderia melhorar. Da consulta da nutricionista vi que os nossos hábitos alimentares não precisam de grandes ajustes (o que é excelente!) e que a minha maior asneira, além de comer pão até dizer chega, era efectivamente o que eu já sabia: não beber água. No entanto, fiquei chocada com a minha percentagem de massa gorda que era de 28,9% e que mesmo estando dentro dos limites estava bem lá para cima. Deu-me então um plano alimentar para me ajudar a perder esses dois quilos (e que se resumia a tirar à minha alimentação normal os hidratos de carbono - arroz, batatas, etc... - e a comer pão em menos quantidade) e sugeriu-me uns desintoxicantes do organismo à base de chá verde.

Comecei nesse mesmo dia a missão de beber água mas a história da dieta... bom, não é para mim. O que acabei por fazer foi - e isto passou a ser válido para a família toda - apenas trocar o fiambre de porco por fiambre de peru ou frango e o pão branco por pão escuro (que até é o nosso preferido). O queijo fatiado magro já era a regra lá em casa e o leite magro também desde que surgiu o Vigor magro.

Agora, dizer adeus às patuscadas, aos gelados e ao pão encharcado de gordura da sardinha e andar a comer meios pães por dia,  isso meus amigos, tenho de muita pena mas não é para mim.

Pronto, comer um gelado por dia - às vezes dois :p - dá para evitar. Deixar de comer arroz e batatas na maioria das refeições agora nem me custa nada porque o que me sabe bem são mesmo as saladas. Deixar o croissant simples - com massa de pão de leite - ao meio da manhã e comer um pão de cereais com fiambre,  só me custa o sair do trabalho e andar uns metros até à padaria mas isso até me faz bem. Deixar de beber às refeição não custa absolutamente nada porque, adivinhem, nunca bebia :p

Feitos estes ajustes e, regressando às aulas do ginásio, sardinhadas, mariscadas e idas ao MacDonald's - que nem gosto mas os miúdos deliraram com o programa de Shreck e Mac tudo de seguida :p - é com agrado que me medi ontem no ginásio e vi que, uma semana e meia depois, o meu peso continua agarrado aos 61kg, mas a percentagem de massa gorda desceu mais de dois pontos, o IMC desceu mais de um ponto e perdi 1cm na cintura, outro no peito e dois nas coxas.

Dietas de emagrecimento não, bons hábitos alimentares e exercício físico regular sim. Este é o meu lema e acho que vou continuar agarrada a ele.

14 comentários:

RAINHA MÃE disse...

é no teu clube que tenho que esntrar, esta visto... A nossa alimentação é normal, não demsiado preocupada, mas sem exageros em termos de fritos, por exemplo. A sopa nunca, mas nunca falta lá em casa. As saladas já é mais complicado... Muito raramente bebemos sumos. Também tenho vontade de perder 2kg, mas honestamente gosto muito de comer!! Depois do verão vou começar a fazer Yoga...

Patrícia Teodoro disse...

Eu ADORO comer e muitas vezes como coisas que não devo como enchidos e queijos e doces e pão e portanto que depois a coisa fica mal parada...era grande aficcionada do desporto sempre o fim mas agora não posso fazer NADA nem pilates o que me deixa DOIDA

Costinhas disse...

Patrícia, eu vou passar as próximas duas semanas em terras onde o que não falta são enchidos e pão caseiro e estou desejosa de lá chegar :p

Se tivermos uma alimentação equilibrada e tentarmos compensar essas asneiras deliciosas com um comportamento mais saudável no dia-a-dia, não há razão para não o continuar a tirar prazer essas asneiras.

Quanto ao exercício não podes andar? Andar por andar, em modo passeio durante um bom bocado, alivia o stress e ajuda o corpo a queimar calorias.

Rainha, com os grandes lá de casa é o contrário, sopa quase nunca saladas sempre :p Mas os miúdos comem com cada prato de sopa que até dá gosto (só não dá gosto é o tempo e a paciência necessários para que eles o comam normalmente mas pronto, não se pode ter tudo :p)

Tita disse...

Nem mais! E vais no caminho certo!!
Boa continuação.
Beijinhos

Mocas disse...

é isso mesmo! cá em casa tb somos todos sopeiros (uns a bem, outros a mal, mas pronto) e saladeiros (todos a bem;) e grandes andarilhos!

Madame Pirulitos disse...

Querida sandra, eu estou precisamente a passar por isso. neste momento estou a desintoxicar o meu organismo. O meu corpinho estava literalmente saturado de doces, doces e doces. Muitos hidratos, muitos fritos, muito tudo.
acho que como passei os últimos dois meses da gravidez na corda bamba: ter ou não ter diabetes gestacionais - e estar cheia de medo, fechei imenso a boca nesses dois meses e quando o Vicente nasceu acho que enlouqueci.
E agora estou a reeducar-me, o que não é fácil.
mas custou mais o pensar que tinha de fazer isto do que o realmente fazer.

Acho que está a correr bem. E a tentar a apostar muito na água.
e o pão de fibras e sementes:)

Podes dizer-me quais são esses comprimidos à base de chá verde 8são comprimidos não são')

Beijinhos

Mocas disse...

pois, diz lá o nome desses comprimidos ... assumindo que são mesmo comprimidos. tb tenho tido dificuldade e fazer desaparecer estes dois quilos que tenho a mais)

Amores Perfeitos disse...

aqui tb há bons hábitos alimentares. Sempre Sopa,até para nós(:P) água, não faço sobremesas, só fruta e ao fim de semana um geladinho. Nunca vamos a fast food, muito raramente e por isso qd vamos é uma festa e a retiramos quase totalmente as carnes vermelhas. fiambre e queijo tal como tu. só o vigor magro é que nem eu nem o pai conseguimos beber:S voltámos ao mei gordo...

ah e agora faço step em casa:P LOOOL

sofia disse...

Boa!!!!

Costinhas disse...

Pirulitos e Mocas, não são comprimidos não - que eu para comprimidos ainda sou pior que para as dietas - nem são para emagrecer. São apenas uns frasquinhos com um líquido à base de chá verde que se juntam à água para ajudar o corpo a libertar toxinas e a acelerar o combate à retenção de líquidos que no meu caso era exagerada por não beber água.

O que eu acho que fez a grande diferença aqui foi mesmo o facto de ter passado a beber água, com ou sem frasquinhos, já que desinchei e não perdi peso nenhum.

Amores, eu que sou das mais esquisitas em relação ao leite, adorei o Vigor magro no momento que o provei.

Helena Barreta disse...

Mais do que perder peso o importante é perder massa gorda. Pode-se mesmo emagrecer e o peso manter-se ou aumentar, é que o músculo pesa mais que a gordura.

Faço uma boa alimentação, bebo água e chá verde, entre 3 a 4l e exercício físico - caminhada, 1h30todos os dias e ginásio 5 dias por semana, permitem-me os devaneios que são os gelados.

Vamos lá continuar com essa vontade de beber água.

Beijinho

Costinhas disse...

Helena, exactamente! Por isso fiquei tão feliz com os resultados :)

E confesso que só isso me motivou ainda mais para combater esta falsa falta de necessidade de água.

E já não sei qual de vocês disse mas é mesmo verdade, assim que começamos a beber, o corpo habitua-se e vai começando a pedir. Eu já começo a sentir vontade de beber água e acho que é um excelente sinal :)

[é isso ou sou fácil de contentar, pronto :p]

Mãe(q.b.) disse...

:S pois eu qd tiver "magra" vou ver se opto pela alimentação mais equilibrada (no q respeita a sopas e saladas q comemos pouco)
mas gostei de ver :D

jocas

Mia disse...

Gosto de gente equilibrada, como tu! :)
Parabéns pelas escolhas saudáveis e espero que continues a insistir na água, que é tão importante!