domingo, outubro 31, 2010

O ciclo de vida de uma abóbora (ou duas) no Halloween...


quando as abóboras são estrategicamente colocadas à entrada do super e já pré-preparadas para uma noite assustadora, às vezes não se consegue resistir.


por isso na manhã seguinte, trata-se de escavá-las (atenção que a euforia aqui registada durou uns cinco minutos para dar lugar ao ai-que-nojo e ao ai-não-quero-tocar-nisto e entrar logo de seguida a mãe ao serviço)


o também pai veio dar uma mãozinha e tratou de recortar a primeira cara assustadora enquanto a mãe escarafunchava a outra.


e depois das abóboras devidamente escarafunchadas e recortadas, a bruxa de serviço ainda acedeu a posar junto da sua abóbora assustadora


o conde Drácula é que alegou estar de folga aos Domingos pelo que se escusou a tal enfado.


a mãe - na fé que a cozinha alivia a alma - atirou-se aos tachos e além do almoço tratou de preparar um belo doce de abóbora (aromatizado com canela e limão) ao qual juntou em alguns frascos amêndoa ou noz para se poder variar um bocadinho.


pena foi ter enfiado na sua digníssima cabeça que os frascos eram para ficar mal cheios e não bem cheios como é suposto.


mas como fez essa asneira, lá vamos ter de tratar de o comer bem depressa, não é? Oh que chatice... oh que obrigação tão desagradável... oh que sorte que alguns amigos vão ter!


Buuuu!

4 comentários:

Rita (a minha pequena lua) disse...

adorei ver estas imagens. eu que não ligo nenhuma a isto, achei tudo giríssimo e a parte das velas dentro da abóbora vazia e do fazer docinho de abóbora... hum, parece-me que no próximo ano, tb vou aderir a uma brincadeira caseira! ;)

kombi disse...

apesar de não ligar-mos a datas impostas é claro que com crianças tb somos cativados e lá vamos aderindo a estas modernices....por aqui convidamos o primo e entre mascaras, lutas de almofadas, petiscos, e ida á casa da avó pedir doces no qual vieram decepcionados com os rebuçados para a tosse (dr bayard) que avó lhes deu divertiram-se bastante os 3 que já fazem estas actividades sem ajuda de adultos.

memórias boas que lhes vão ficar para a vida.

Cláudia disse...

Fiquei abismada com tamanha perfeição!!

Foram mesmo vocês que "escavaram" / "recortaram" a abóbora??
É que está perfeito!

Bjs
Boa Semana

Tita disse...

Que post mais cheio de tanto mulher!
Que crianças felizes!!