quinta-feira, maio 19, 2011

A saga do telemóvel... continua

Sim, eu ontem fui buscar o telemóvel. Sim deram-me um novo com direito a mais dois anos de garantia em que por novo entende-se trocar a placa do telemóvel que já era meu. Não, não o experimentaram antes de me o entregarem. Sim, eu experimentei-o antes de sair da loja. Sim, aparentava estar exactamente com o mesmo problema. Sim, acharam que eu estava maluquinha em achar que eles deviam ter testado o dito antes de me dizerem que o podia levantar (Não é da nossa responsabilidade testar o telemóvel! Nós nem damos assistência aos HTC!). Sim, passado um pouco deu a sensação de estar realmente a carregar e sim, saí da loja a pensar que talvez fosse desta e a desculpar-me por estar de pé atrás. E sim, assim que saí da loja ele desligou-se.

E então? Porque dizes que a saga continua?

Porque cheguei a casa e pus o telemóvel a carregar. Esteve a carregar das 19h às 22h e carregou para aí 30% da bateria. E assim que o desliguei do cabo ele não aguentou mais que uns míseros minutos. E queimava os dedos de tão quente. E depois ficou ligado à corrente a noite toda para ver o que acontecia. E às 8h20 finalmente tinha a bateria cheia. E escaldava. E quando cheguei à escola dela e o tirei da mala, indicava uma temperatura interna de 52ºC. E depois de ter apresentado um trabalho feito por mim e por ela à sua turma, morreu com dois ou três minutos de utilização.

E?

E que depois telefono à seguradora e a gestora de sinistro tenta escapar-se a falar comigo dizendo que ainda não receberam nenhuma informação do reparador. E eu digo à senhora do call center que já o tenho - pela terceira vez - e que ele está com o mesmo problema - pela terceira vez - e que já não estou para brincadeiras. E olha, fui logo atendida.

Resumindo, vou fazer uma reclamação formal e no livro de reclamações a exigir que como consta nas condições do seguro que o telemóvel seja trocado por um novo - integralmente, em caixinha selada e tudo que às postas já está provado que não funciona - ou que me devolvam o valor pago pelo mesmo, uma vez que não há qualquer garantia que a reparação seja feita em condições.

E?

E agora sou eu que preciso da ajuda de alguém que me possa informar melhor sobre os meus direitos e qual a melhor forma de apresentar esta minha pretensão... alguém? Obrigada

11 comentários:

Mãe(q.b.) ao quadrado disse...

Ai caredo melher... olha ajudar gostava mas não sou lá muito dada a direitos e deveres e leis e cenas assim... manda um mail á deco eles ajudam bué! :)

jocas

Costinhas disse...

A DECO só ajuda quem é sócio. Não me safo por aí

Bekas C. disse...

Vou enviar email.
;)

Susie disse...

eu não posso ajudar com isso dos direitos do consumidor porque não percebo nada, mas posso dizer-te que acho isso de uma incompetência inenarrável e que merecem levar uma entaladela valente. Raltivamente à actuação da companhia de seguros sei que podes falas com o Instituto de Seguros de Portugal - www.isp.pt - que regulam a actividade das seguradoras.

MakingMoney disse...

Centro de Arbitragem de Conflitos de Consumo creio ser o melhor sitio para apresentar queixa.

jmalho disse...

Ora aqui vai:

DL 67/2003 de 8 Abril, alterado pelo 84/2008 de 21 Maio relativo às garantias de bens de consumo.
São fáceis de encontrar, basta "googlar" :D

Bjos

Maria Carloto disse...

Boa sorte com essa saga! =| Eu só fiz seguro de tlm uma vez e jurei nc mais... =( Prefiro comprar telemoveis baratuxos e s avariar n tenho pena dele... Mas s precisas d algo xpto aconselho a blackberry sao 5*'s!
Bjokas

mio disse...

Há uns meses houve uma polémica, mais ou menos pública, que começou também com problemas no serviço pós-venda dum telemóvel. Ficou conhecido como o Caso Jonas-Ensitel: http://jonasnuts.com/387191.html
Talvez ela te possa aconselhar o que fazer.

Costinhas disse...

Mio, esta situação é um bocadinho diferente dessa (que eu tb acompanhei).

Neste momento já apresentei a reclamação por escrito no livro de reclamações e estou a aguardar uma resposta dos responsáveis em Espanha sobre este assunto que me prometeram ser breve.

Entretanto, vou informar-me junto do Instituto de Seguros de Portugal (como a Susie) sugeriu e também informar-me sobre os Centros de Arbitragem de Conflitos de Consumo, mas só avançarei se não conseguir que o assunto se resolva com a decisão da empresa dona do seguro que é espanhola.

Obrigada a todos pelas dicas e apoio.

Crente disse...

Espero que se resolva rapidamente :)

MakingMoney disse...

Tive um problema semelhante com um telegaitas que morreu... na verdade era da minha filha e de tanta pancada já estava todo escalamocado... em troca deram-me outro bastante superior, um "touch" de me deixar roida de inveja... foi na phonehouse, até estava para desistir do seguro mas depois desta, acabei por manter...