terça-feira, agosto 16, 2011

Ai como foi bom...

acordar à hora que o corpo mandava.

[lembro-me de ouvir, à noite, este relógio tocar no quarto da minha avó. a porta dela fechada, a minha fechada também, um silêncio absoluto na aldeia e já nessa altura eu dormia menos que todos os outros. agora não incomoda ninguém, não preenche o silêncio, emudeceu, mas em compensação enche-me o coração de lembranças.]

3 comentários:

Mónica disse...

:)

Cat disse...

Mesmo um relógio parado está certo duas vezes por dia! :)

Soph disse...

Gosto MUUUUUUUUUUITO disto!!!!