terça-feira, agosto 21, 2012

Primeiras vezes...


Ele deixou de ser o Dom Redondinho e está grande, esguio, e a pouco mais de duas semanas do primeiro ciclo. Todos os que ficaram sem o ver durante uns tempos e o revêem agora o acham mais calmo, menos furacão, mais controlado e é verdade. Ele tem amadurecido muito em termos de auto-controlo, especialmente quando não está connosco. É normal, está a crescer e a aprender a conhecer-se e a saber lidar com a frustração que sente quando não é bem sucedido com alguma coisa ou quando assiste a alguma injustiça.

No entanto também é verdade que foi nestas férias que ele mais nos desafiou, que mais nos provocou, que mais nos alterou, ao ponto de eu ter-lhe dado a primeira palmada. Estava a subir as escadas com ele a espernear e a debater-se revoltado comigo por o ter castigado e num desses repentes fez-me desequilibrar e bater com a cabeça numa esquina, aleijei-me, revoltei-me e dei-lhe uma palmada no rabo. Bati, mas continuo a não acreditar em palmadas e a verdade é que o único efeito que teve foi aumentar-lhe a raiva. O que veio finalmente trazer de novo a paz foi o quadro de comportamento que basicamente penaliza os achaques temperamentais e premeia o auto-controlo. Este é verdadeiramente o método que mais o tem ajudado a melhorar nesta área.

Quando regressámos, o quadro ficou com ele bem como a responsabilidade de o preencher de acordo com o seu comportamento, e, quando falamos com ele é ele que quer contar como tem preenchido os espaços, orgulhoso dos seus feitos e conquistas.

Este é um menino bom, o verdadeiro amigo do seu amigo, sempre com vontade de ajudar o próximo mesmo que tenha de abdicar de algo para o fazer, que abomina injustiças e mentiras, e para quem - nas palavras da sua educadora até aqui - o seu sucesso, é o sucesso de todos os que o rodeiam, mas esta fragilidade no controle de emoções aliada às suas convições fortes ainda lhe vai trazer muitos dissabores no futuro. Sei-o bem demais. Só espero que saibamos guiá-lo sempre pelo caminho certo.

7 comentários:

Sofia disse...

Está mesmo crescido Sandra :)) Parecia que estavas a fazer uma discrição do meu filhote. Será que me podes dar uma ideia do funcionamento desse quadro?

Obrigada
Beijinhos
Sofia

Ana disse...

:))))

A tua última frase, Sandra. É tudo.

akombi disse...

Está crescido sim, cara de rapazolas.
Quanto á palmada, o quanto foi minha amiga, a mais velha sempre foi mto teimosa, mto mexida, mto cabeça no ar, acho que as palmadas dadas na altura certa fizeram dela a adolescente, teimosa mas mais moderada, calma, sem grandes furias, por agora, próprias da adolescência, quem a viu e quem a vê.

Mas educar um rapaz deve de ser bem diferente sinto isso qd vou a casa de uma amiga como familia, bem o filho do meio de 5 anos tira todos do sério. Mas quem disse que educar é fácil?

S. disse...

Olá Sandra! Então como é que funciona esse quadro?! Bem que precisávamos de novos métodos lá em casa... :) :)

Beijinhos e bom regresso!

Sandra

Costinhas disse...

A ver se logo consigo escrever sobre o quadro, porque é realmente algo que nos ajudou e continua a ajudar muito.

Anna^ disse...

Quem disse que crescer era fácil? ;)
Está giro, giro esse puto!!!

Sofia disse...

Obrigada Sandra!! Aguardamos ansiosos um post sobre o quadro :)

Beijinhos
Sofia